domingo, 30 de dezembro de 2012

Policial de UPP é morto a tiros na porta de casa no Rio

Rio -  Um policial da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro do Alemão foi morto a tiros em uma suposta tentativa de assalto, na noite deste sábado, em Vilar dos Teles, São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

Segundo policiais do 21º BPM (São João de Meriti), o soldado Róbson, de 23 anos, manobrava seu Fiat Stilo preto na porta de casa, na esquina das avenidas Automóvel Clube e Nilo Peçanha, quando foi rendido por homens armados, por volta das 22h30.

Ao descobrir que a vítima era PM eles o executaram. Os bandidos fugiram levando o veículo. Eles ainda trocaram tiros com policiais que atuam no programa de Regime Adicional de Serviço (RAS) e reforçavam o patrulhamento na região.

Ainda de acordo com o 21º BPM, o soldado tinha se formado recentemente. O caso foi registrado na 64ª DP (São João de Meriti).

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Polícia vai pedir indiciamento de policial suspeito de matar passista

O delegado Delmir Gouvea, titular da 64ª DP (São João de Meriti), pedirá nesta sexta-feira o indiciamento de dois policiais militares do 21º BPM (Sâo João de Meriti), como resultado do inquérito que investigou a morte da passista Ingrid Santos. A jovem de 22 anos foi atingida por uma bala perdida durante um suposto confronto entre policiais e bandidos no bairro Éden, em São João de Meriti, em 23 de outubro deste ano. Atualmente, os dois suspeitos - os sargentos Roberth do Nascimento e Alex dos Santos Serbino - cumprem serviço interno no batalhão. Delmir afirmou que pedirá o indiciamento de Roberth por homicídio doloso duplamente qualificado, ou seja, quando há a intenção de matar. As qualificações serão pedidas, segundo o delegado, por ter se tratado de um crime fútil, apenas porque a vítima correu, e por ela não ter tido chance de se defender. Caso seja condenado, Roberth pode receber uma pena de 12 a 30 anos. O delegado pediu o indiciamento de Alex pelo crime de falso testemunho. - Falso testemunho, porque ele corroborou a mentira do outro - explicou o delegado. Na visão de Delmir, as provas recolhidas pela investigação corroboram a versão da família da jovem, de que não houve confronto com a polícia. O delegado disse ter "várias testemunhas", entre elas duas que teriam assistido ao disparo feito por Roberth. O exame de balística também mostrou que o projétil que matou a passista pertencia ao estojo de projéteis da pistola de Roberth. - Os jovens estavam desarmados, apenas correram. Os policiais haviam dito que os jovens estavam atirando contra eles e teriam fugido. Isso não é verdade. O Ministério Público receberá nesta sexta-feira o relatório do delegado, com os pedidos de indiciamento. Ingrid era passista da escola de samba Inocentes de Belford Roxo. FONTE: http://extra.globo.com/

PRESTAÇÃO DE CONTAS - PMs EXCLUÍDOS POR LUTAR POR DIGNIDADE.

DEPÓSITOS - PRESTAÇÃO DE CONTAS Senhores, agradeço as doações feitas através de transferência bancária aos Policiais excluídos que pediram melhores salários, hoje (dia 24/12/2012) foi depositada a quantia de R$ 311,00 nas contas dos 11 Policiais excluídos (os 8 que ganharam na Justiça o Direito ao retorno às fileiras da corporação, mas que não entraram na folha salarial do Estado no mês de Janeiro, e os 3 que ainda aguardam decisão judicial). Que Deus abençoe a todos os senhores, por favor não deixem de assinar a anistia e por favor continuem ajudando os policiais pois não podemos deixar um excluído para trás. "O mandamento que Jesus nos deixou é este: aquele que ama a Deus deve também amar os seus irmãos." (1 João 4, 21) SD WAGNER LUÍZ DEPÓSITOS DO MÊS DE DEZEMBRO DINHEIRO ARRECADADO R$ 3.414,00 DIVIDIDO POR 11 = R$311,00 obs: vale ressaltar que todos os meses, completamos para arredondar os valores
FAVORECIDOS: Augusto, Cristiano, Diego, Elson, Edenilson, Eberson, Fabiano, Juliano, Sueder, Sirlei e Samuel.
Obrigado a todos que estão ajudando os companheiros que foram penalizados injustamente pelas autoridades do Estado. Pablo Rafael - Wagner luís.

POLICIAIS DO 23°BPM LEBLON , IMPEDEM ARRASTÃO EM PRAIA.

Um suposto arrastão na Praia do Leblon, na altura do Posto 11, na Zona Sul do Rio, na tarde desta quarta-feira, assustou banhistas no local. Cinco menores, que seriam moradores do Morro do Vidigal, foram apreendidos após roubarem uma idosa. Em nota, a PM negou o incidente e reforçou a segurança no local. O 23º BPM (Leblon) informou que o caso não teve características um arrastão, mas sim de um roubo. Testemunhas, no entanto, relataram que um grupo de 30 adolescentes teria cercado banhistas para roubar seus pertences. Houve tumulto e correria na praia, que estava lotada no momento da ação. A vítima do assalto foi conduzida à 14ª DP (Leblon), para prestar depoimento. Morador de Brasília, o estudante V.G., de 14 anos, foi uma das vítimas: “Eu estava esperando o sinal fechar na (Avenida) Vieira Souto quando senti puxarem meu cordão. Avisei à polícia, que capturou o ladrão rapidamente”, disse, referindo-se ao suspeito, de 13 anos. Entre os supostos menores infratores há uma menina que estaria grávida. Eles seriam dos morros do Vidigal, em São Conrado, e Cantagalo, em Ipanema. “Registramos alguns casos de furto que não têm qualquer relação entre si. No caso do crime no Leblon, o que houve foi um alerta que causou uma grande confusão. Ao gritar ‘Pega, ladrão!’, um banhista provocou o tumulto. Não houve arrastão, conforme algumas pessoas imaginaram”, afirmou Ana Paula Costa Marques, delegada-adjunta da 14ª DP. Outros dois casos de roubo teriam acontecido na Praia do Arpoador, na noite desta quarta-feira.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

FELIZ NATAL A TODOS OS POLICIAIS MILITARES DO BRASIL.

CMT DA PMERJ CONCEDE ENTREVISTA A JORNALISTA.

Erir Ribeiro: Mais segurança onde não há UPP POR VANIA CUNHA Rio - O ano novo começa com boa notícia para a população da Baixada, Niterói e interior do estado: reforço da segurança com mais policiais e a criação de Companhias Destacadas, para conter a violência em áreas onde não haverá UPPs. Esta é uma das novidades anunciadas pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Erir Ribeiro. Em entrevista ao DIA, o oficial faz avaliação de sua gestão, que completou um ano e três meses, e não foge de temas delicados como corrupção e regalias em presídio militar. Ele vai retomar as visitas aos batalhões e reforça o aviso de que não permitirá desvios de conduta: “A tolerância com os erros será zero sempre”. O DIA: O novo comandante das UPPs, que assumiu esta semana, é mais operacional. Isso vai mudar a forma de trabalho nas comunidades? ERIR: – O comandante é mais operacional, mas isso vai motivar os policiais a se aproximarem mais da comunidade. Ele já tem expertise, comandou o Bope. A orientação que dei é de motivar a tropa e aumentar a ostensividade nas favelas, fazendo mais patrulhamento. E qual o plano para enfrentar os casos de violência que persistem nas áreas pacificadas? Algumas UPPs equivalem a uma cidade. Tem município do Rio com 20 mil habitantes e algumas UPPs têm 100 mil. Claro que há problemas. Os policiais das UPPs serão orientados novamente pelo Paulo Henrique (Azevedo, novo comandante das UPPs) para fazer patrulhamento e ostensividade. Se eles (bandidos) não venderem drogas, não tiverem comércio, não vão permanecer ali. E nas regiões onde ainda não há UPPs, como a Baixada e Niterói, por exemplo, o que a PM vai fazer para aumentar a segurança? O secretário de Segurança José Mariano Beltrame determinou um trabalho para o ano que vem nessas regiões. Vamos dar mais apoio aos batalhões e criar companhias destacadas em locais onde não há necessidade de implantar UPP. Tem lugares que com 40, 50 homens, resolveremos o problema, como foi na Chatuba, em Mesquita (onde foi criada uma Companhia Destacada após a chacina de nove jovens, em setembro). Já estamos mapeando os locais com comandantes. Esse apoio aos batalhões significa aumento de efetivo para essas áreas? O apoio será através do RAS (Regime Adicional de Serviços, a hora extra paga pela continuação do trabalho). Alguns lugares já têm, como em Caxias, Mesquita, Queimados, São Gonçalo... Vamos aumentar o efetivo representativo porque esses policiais não entram na escala de serviço do batalhão, que divide em turnos o efetivo total. Vamos buscar parceria também com prefeitos, para contratar policiais do Proeis (Programa Estadual de Integração na Segurança). O policial trabalha fardado, então aumenta a ostensividade. Sem contar os recém-formados, que passam por estágio nos batalhões e reforçam essas áreas. E continuaremos com operações pontuais com as unidades especiais. Muitos casos de irregularidades cometidas por policiais vieram à tona este ano. De que forma a PM vai atuar contra os erros? Com muita orientação. Obrigando os comandantes a levar para os policiais que não vale a pena hoje fazer isso. Com as promoções e gratificações, a perda para quem comete erro é grande. Vou visitar as unidades para conversar com os policiais, incentivar e dizer que o nosso trabalho é importante para a sociedade. Vamos trabalhar muito a cabeça deles neste sentido. Como novidade, podemos destacar a integração entre as polícias. Para a PM, é difícil investigar o crime cometido na folga, que não caracteriza crime militar. Estamos contando com apoio da Polícia Civil, através da chefe, a delegada Martha Rocha, que colocou delegados à disposição para nos ajudar a investigar. Vamos solicitar apoio quando preciso e repassar os casos para eles investigarem os crimes que não são militares. Quem vai ganhar é a própria sociedade. Depois das denúncias de regalias para presos e irregularidades na Unidade Prisional (antigo BEP), o que vai mudar lá? Enquanto não construímos outra unidade, vamos reiniciar o BEP, como tem que ser feito. As pessoas têm medo de falar isso, mas eu não: ele foi improvisado, cada preso poderia fazer a sua benfeitoria. Infelizmente, hoje cai na nossa responsabilidade. Então, vamos botar todos no mesmo nível e seguir a norma geral de ação. Trata-se de um presídio militar, que tem horários e regras a serem cumpridos. Para todos o tratamento vai ser o mesmo. A partir de agora, só vai entrar quem é policial da ativa. Vamos pedir apoio ao juiz da Vara de Execuções Penais para não conceder liminares a quem não é. E quais serão os investimentos na Polícia Militar em 2013? O planejamento está fechado para grandes eventos, com a previsão de R$ 340 milhões só em 2013 com a compra de equipamentos, blindados e armas. A polícia está se modernizando, vamos ter estrutura de primeiro mundo. Este ano foi muito bom, só tenho mesmo a agradecer. FONTE: O DIA ON LINE

sábado, 22 de dezembro de 2012

MORADORES DO VIDIGAL COM AJUDA DE UMA SUPOSTA JORNALISTA AGRIDEM COVARDEMENTE POLICIAIS DE UPP

EMBORA O TÍTULO DO TEXTO QUE ESTA NO YOU TUBE ESTEJA TOTALMENTE EQUIVOCADO, QUALQUER PESSOA QUE VER O VÍDEO VAI CHEGAR A CONCLUSÃO QUE A JORNALISTA AGRIDE O POLICIAL MILITAR , TENTANDO RASGAR SUA FARDA , DEPOIS ELA DA DUAS JOELHADAS NO PM E A MULTIDÃO TENTA PARTIR PARA CIMA DA TROPA. AS IMAGENS NÃO MENTEM.

PMs TEM QUE USAR GORRO DE PAPAI NOEL PARA PATRULHAR NO NATAL.

Um acessório curioso passou a fazer parte da vestimenta dos policiais que trabalham no reforço da segurança no centro de Pato Branco: Um gorro de Papai Noel. O adereço passou a ser usado no início desta semana e está chamando a atenção da população, que lota as ruas da cidade aproveitando o horário estendido do comércio para fazer compras. Desde ontem alguns policiais também estão patrulhando as ruas de bicicleta (mais informações na edição de ontem). A mobilização faz parte da Operação Natal, que acontece em todo o Paraná durante o período de festas de Natal e virada de ano. Em Pato Branco, o 3º Batalhão alterou os horários de trabalho no setor administrativo para aumentar o efetivo nas ruas. =========== SOS PMERJ - NA MINHA OPINIÃO É RIDÍCULO ESSA SITUAÇÃO , EU JAMAIS COLOCARIA UM GORRO DESSE NA CABEÇA.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

AJUDA PARA A MÃE DO AMIGO PM

PEDIDO DE AJUDA PRA MINHA MÃE ! MINHA MÃE PRECISA DE NÓS, Dona Sebastiana de Oliveira, nascida em 31/10/1942, está para operar um câncer de intestino no Hospital Central do Exército (HCE). O sangue dela é A - (negativo) e o estoque do Instituto de Biologia do Exército (IBEx) está zerado. Ela precisa de doadores compatíveis, o mais depressa possível. IBEx - (21) 3890-2135 Rua Francisco Manuel, 102 - Benfica - Rio de Janeiro/RJ Cep - 20911-270 Horário para doação - 7 as 11:30h (dias úteis) E-mail - dep_ibex@veloxmail.com.br Por favor, divulgue esse apelo na sua página, ajude-nos. Muito obrigado, Deus te abençoe. Eu, Henrique C. de Oliveira

BANDIDOS MATAM POLICIAL CIVIL NA ZONA OESTE.

Um policial, identificado apenas como investigador Marcelo da 18ª DP, foi assassinado na Praça do Ó, Zona Oeste, na noite desta quinta-feira. O investigador, que estava de folga, foi surpreendido por três bandidos quando passava pelo local em seu carro por volta das 22h. Testemunhas acionaram a Divisão de Homicídios, e os agentes conseguiram prender um dos suspeitos, que é menor de idade e estava armado FONTE - Leia mais: http://extra.globo.com/

CORONEL COMANDANTE DO BEP PERDE O COMANDO

Vinte dias após o EXTRA divulgar imagens mostrando celas do Batalhão Especial Prisional (BEP) decoradas como apartamentos de luxo, o comandante da unidade Alexandre Costa Reimão foi exonerado do cargo. A decisão foi publicada no boletim da Polícia Militar de quinta-feira. No lugar de Reimão assume o ex-comandante do Batalhão de Vias Expressas (BPVE) Ari Jorge Alves dos Santos. Além da decoração dos apartamentos, um relatório feito pela Vara de Execuções Penais do Rio (VEP) mostrou que os presos da unidade dispunham de 109 geladeiras, 52 microondas, 102 televisores, 63 cafeteiras, uma máquina de frango assado, panelas elétricas, CDs e DVDs, rádios e máquinas de lavar. Desde então, a unidade ficou conhecida como o “Batalhão das Festinhas”. Logo após a denúncia, a unidade recebeu ordens para ser interditada. A decisão foi tomada após uma inspeção ordenada pelo Tribunal de Justiça, quando oficiais da Vara de Execuções Penais encontraram indícios de antigos e novos privilégios desfrutados pelos PMs. O comando da Polícia Militar determinou que o controle de acesso ao BEP passaria a ser feito por homens do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) e os policiais deveriam cumprir regras de rotina de uma unidade militar. A PM também anunciou que seriam feitas obras na unidade para que as celas fossem padronizadas. Durante a reforma, o BEP funcionará normalmente. FONTE - Leia mais: http://extra.globo.com/

Justiça concede habeas corpus a 20 ex-PMs presos no BEP.

Às vésperas do Natal, 20 presos do Batalhão Especial Prisional (BEP) ganharam um presente do Judiciário. A 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) concedeu, na última quarta-feira, habeas corpus aos detentos, que tiveram prisão preventiva decretada em dezembro do ano passado por formação de quadrilha, porte ilegal de arma e associação para o tráfico. Até hoje o processo não foi julgado. Eles vão ser liberados até o meio-dia desta sexta-feira (21) e podem aguardar o julgamento em liberdade. Os ex-PMs foram presos na Operação Herdeiros, da Secretaria de Segurança, que desarticulou duas quadrilhas que revendiam material apreendido em ações policiais clandestinas e regulares para traficantes da favela do Jacarezinho. Entre os presos liberados está Asdrubal Bacon Dias Marques Junior, ex-militar do Exército e aluno do Curso de Formação de Praças da Polícia Militar, acusado de ser o responsável por intermediar o contato dos ex-policiais com os bandidos. A decisão não foi unânime: dois desembargadores votaram pela liberação; um, o relator Sérgio Veirani, votou pela permanência dos presos. Pela decisão, os ex-PMs estão livres “mediante assinatura de termo de compromisso de comparecimento mensal ao Juízo e proibição de ausentar-se da Comarca sem autorização judicial”. A próxima audiência do processo está marcada para 7 de fevereiro. Inicialmente, as testemunhas de defesa vão se pronunciar. Depois, os 20 réus serão interrogados. FONTE - Leia mais: http://extra.globo.com/

BRAT SERÁ FEITO SEM A PM.

A partir de sexta, quem se envolver em colisão sem vítima no trânsito vai poder fazer o Brat sem ir a cabine ou batalhão. Bastará inserir informações e fotos Rio - A partir de sexta-feira, uma nova ferramenta promete facilitar a vida dos motoristas que se envolverem em acidentes de trânsito sem vítimas: o registro da ocorrência poderá ser feito pela internet. A tecnologia é inédita no país e pretende dar agilidade à confecção do Boletim de Registro de Acidente de Trânsito (Brat). Será uma alternativa para que o condutor não precise se deslocar até um batalhão ou cabine da polícia, como é feito atualmente. A novidade, anunciada pelo DIA em outubro, foi desenvolvida por técnicos e peritos na área digital, e apresentada ontem em um encontro de especialistas na área de seguros. A página digital vai entrar no ar já nesta sexta-feira. O motorista que se envolver em uma colisão poderá acessar o link através do site da Polícia Militar (policiamilitar.rj.gov.br). Lá, ele vai fazer seu próprio Brat, inserindo seus dados no sistema e fornecer informações sobre a colisão e fotografias dos veículos batidos. O cadastro ficará num banco de dados e vai gerar um protocolo para que o condutor acione a sua seguradora, se for o caso. PM não vai mais ao local Desde novembro do ano passado, a PM não faz mais o registro de acidente sem vítima no local, cabendo aos envolvidos na batida produzir provas (fotografias, vídeos ou testemunhas) e registrar o fato em um batalhão ou cabine da PM próxima. A medida gerou polêmica entre motoristas. Agora, com o Brat eletrônico, a promessa é de maior comodidade. “A iniciativa é boa, evita o transtorno de você ter que procurar um batalhão depois de ter o carro rebocado. Quem tiver internet no celular poderá fazer tudo no local do acidente mesmo. A ideia é muito bem-vinda”, comemorou o analista de sistemas Cléber Ribeiro Alves, 25 anos. ==== . . NOSSA OPINIÃO " SOS PMERJ " - ENTÃO QUER DIZER QUE A PESSOA VAI FAZER O SEU PRÓPIO BRAT ? SE TIVER UMA COLISÃO ENTRE 3 CARROS POR EXEMPLO , CADA UMA DAS 3 PESSOAS VÃO FAZER UM BRAT DIFERENTE ? EM QUEM ACREDITAR ? FALE CONOSCO - sospoliciais@hotmail.com

BANDIDO QUE MATOU PM É PRESO POR POLICIAIS DO 12°BPM NITERÓI

Policiais do 12º BPM (Niterói) prenderam, nesta noite, o traficante Wallacy Santos Quintanilha, de 19 anos, conhecido como PQD. Ele é apontado como o terceiro homem na hierarquia do tráfico de drogas no Morro da Coruja, em São Gonçalo. Ele também é acusado de participação na morte de três pessoas, entre elas um policial militar. O Disque-Denúncia oferecia recompensa de mil reais por informações que levassem à sua captura. De acordo com os policiais, ele foi preso em casa, no bairro Caramujo, em Niterói. Os homens do Serviço de Inteligência do batalhão chegaram ao local seguindo informações que chegaram através do Disque-Denúncia (2253-1177). O caso será registrado na 77ª DP (Icaraí). O bandido já era procurado por roubo e assalto a mão armada. Ele também é acusado pela morte de um policial, o sargento do 12º BPM (Niterói), Celso de Jesus, no dia 09 de abril de 2012, e do médico Carlos Vieira de Carvalho Sobrinho, de 65 anos, em Icaraí, no dia 1º de abril. Há suspeita que ele tenha participado, ainda, da morte do estudante de administração Jorge Luiz de Carvalho, de 24 anos, baleado durante um assalto no Ingá, também no dia 1º do mesmo mês. O médico Carlos Vieira de Carvalho Sobrinho, de 65 anos, foi morto a tiros durante uma tentativa de assalto, quando entrava de carro na garagem de sua casa, na Rua Comandante Miguelote Viana, em Icaraí, Niterói, próximo ao Morro do Cavalão. De acordo com testemunhas, ele foi abordado por dois homens numa motocicleta. A polícia disse que o médico foi baleado ao tentar reagir. Os bandidos fugiram com o carro da vítima. O sargento Celso de Jesus, lotado no 12º BPM (Niterói), morreu após trocar tiros com os assaltantes no posto de gasolina da Avenida João Brasil, esquina com Alameda São Boaventura, no Fonseca. Segundo testemunhas, tentou evitar o assalto, mas levou quatro tiros, um deles na cabeça. FONTE - Leia mais: http://extra.globo.com/

GOVERNADOR MUDA AS REGRAS DAS METAS PARA A PMERJ E PCERJ

Um decreto do governador Sérgio Cabral, publicado nesta quinta-feira, muda as regras da avaliação de desempenho dos cerca de 52 mil policiais civis e militares do estado a partir de 2013. Os resultados são verificados de acordo com a redução dos índices de criminalidade. Uma das principais alterações é que será possível receber alguma gratificação, mesmo sem bater toda a meta. Se os policiais de uma determinada região atingirem pelo menos 90% do objetivo estipulado poderão ser contemplados com o abono, desde que o estado cumpra a meta geral. — Atualmente, pelas regras em vigor, apenas quem atinge a meta totalmente, ou seja, 100% do objetivo, ganha a bonificação — explicou o coronel Alexandre de Souza, superintendente de programas estratégicos da Secretaria estadual de Segurança. Outra novidade é para quem superar a meta. Além do valor de R$ 3 mil pelo cumprimento do objetivo, os policiais vão ganhar um percentual relativo ao excedente, até o limite de 120%. Segundo o coronel Alexandre de Souza, essa foi a maneira encontrada para dar premiações diferentes a quem tiver o melhor desempenho. Essa regra não valerá somente para as regiões que alcançarem os três melhores resultados no geral, que vão receber prêmios de R$ 9 mil, R$ 6 mil e R$ 4.500, respectivamente. Os dois primeiros valores também serão repassados a quem apresentar as melhores iniciativas para o combate ao crime. Os bônus vão continuar a ser pagos a cada seis meses. No último ciclo já encerrado, relativo ao primeiro semestre deste ano, o governo do estado repassou cerca de R$ 36 milhões em gratificações de desempenho para 7.857 policiais civis e militares que atingiram as metas. FONTE - Leia mais: http://extra.globo.com

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

TRANSFERÊNCIA EM MASSA PARA O 15° BATALHÃO DE CAXIAS

Segundo a nossa fonte na Secretaria de Segurança Pública , a ordem do Governo é fazer uma transferência em massa para o 15° Batalhão de Duque de Caxias. Vários Batalhões do Estado iriam ceder cerca de 80 Policiais cada um para compor o quadro do batalhão de Caxias que ficou defasado devido a prisões de vários Policiais daquele Bpm. Essa transferência estaria sendo preparada para ser feita depois do ano novo , provavelmente até a segunda quinzena de janeiro. Caso nossa fonte esteja certa e haja mesmo a transferência, queremos desejar aos futuros policiais do 15°BPM sucesso nessa nova empreitada e lembrem-se da nossa missão na corporação Policial Militar. È melhor o "pouco com emprego do que o muito sem emprego e preso ". ====== Envie seu e-mail para: sospoliciais@hotmail.com - e fale conosco sobre o seu batalhão. Seu e-mail e sua identidade será preservada.

NOVO BRAT DA PMERJ

Na próxima sexta-feira (21/12), será apresentado o novo modelo de Boletim de Registro de Acidente de Trânsito (BRAT), às 11 horas, no auditório do Quartel - General, no Centro. A ferramenta on-line trará mais dinamismo e comodidade à forma com que os motoristas obtêm o BRAT. O motorista que se envolver em um acidente de trânsito sem vítima poderá fazer o BRAT pela internet. Será uma alternativa para que o condutor não precise se deslocar até um batalhão ou cabine da polícia, como é feito atualmente. Lá, ele irá inserir seus dados no sistema e fornecerá informações sobre a colisão e fotografias dos veículos envolvidos. O cadastro ficará num banco de dados e vai gerar um protocolo para que o condutor acione a sua seguradora, se for o caso. Para isso, foi desenvolvido um sistema com especialistas da área de tecnologia da informação da Polícia Militar, em parceria com o Sindicato das Seguradoras do Rio e ES, o Sindicato dos Corretores e Empresas do Rio (Sincor-RJ) e a Confederação Nacional de Seguros (CNSeg), onde foi apresentado o projeto durante a manhã de (18/12).

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

POLICIAI CIVIL CORTA NA PRÓPIA CARNE

Duas operações policiais ocorrem no Rio desde a madrugada desta terça-feira. A Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DFRC) prendeu acusados de sequestro e roubo. E a Corregedoria Geral Unificada (CGU) tem como alvo agentes da mesma DRFC: agentes da especializada são acusados de formar uma quadrilha que extorquia dinheiro de transportadores de cargas ilegais. Para isso, eles contavam com um informante, que agia como um falso policial e indicava as empresas que transportavam produtos irregulares. Os agentes, então, negociavam a devolução da carga apreendida mediante pagamento de propina. A ação para prender os policiais da DRFC foi apelidada de Operação Carga Pesada. As equipes da CGU contam com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público, da Corregedoria Interna da Polícia Civil (Coinpol), Corregedoria da Polícia Militar, da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco/IE) e da Subsecretaria de Inteligência (Ssinte). Os agentes visam a cumprir nove mandados de prisão e 44 de busca e apreensão. Além dos policias, são alvos um bombeiros e um PM que integravam a quadrila. Pelo menos oito pessoas foram presas. Enquanto a CGU faz a Operação Carga Pesada equipes DRFC estão na rua para desarticular uma quadrilha de roubo de veículos, cargas de caminhões, residências e de sequestrar algumas das vítimas. A ação foi chamada de Operação Colmeia e já prendeu sete pessoas. Foram expedidos 22 mandados de prisão contra o grupo, sendo que cinco já tinham sido cumpridos nas últimas semanas, e 19 de busca e apreensão. A operação ocorre em municípios da Baixada Fluminense, como Nova Iguaçu, São João de Meriti e Queimados, além de Vigário Geral e a Favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio. A ação tem o apoio de outras delegacias especializada, da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e de dois veículos blindados. As investigações começaram em agosto e constataram que os suspeitos realizavam, em média, oito roubos por semana. FONTE:Leia mais: http://extra.globo.com/

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

13° SALÁRIO CAI NA CONTA AMANHÃ - 19/12/2102

ESTA CONFIRMADO PARA AMANHÃ DIA 19/12/2012 O PAGAMENTO DA 2° PARTE 50% DO 13° SALÁRIO PARA OS POLICIAIS MILITARES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. VEJA MAIS EM: http://www.proderj.rj.gov.br/calendario.asp

TRISTE REALIDADE

É MAIS OU MENOS POR AÍ. É SÓ VOCÊ TROCAR O POLÍTICO PELO OFICIAL DA PM E NO LUGAR DO PASTOR, COLOCAR O POLÍTICO.

CORONEL SEABRA PERDE O COMANDO DAS UPP.

O Globo RIO - Após a morte de dois policiais militares no Complexo do Alemão, foi anunciada a saída do coronel Rogério Seabra Martins do comando da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (UPPs). Conforme adiantou em seu blog o jornalista Jorge Antônio Barros, Seabra vai para a geladeira na Diretoria Geral de Pessoal (DGP) e em seu lugar assume o coronel Paulo Henrique, que estava no comando da Coordenadoria de Operações Especiais da PM. O coronel Seabra ficou no cargo desde 1º de outubro do ano passado, aonde chegou substituindo o coronel Robson Rodrigues da Silva, que hoje chefia o Estado-Maior da Polícia Militar. Na madrugada desta segunda-feira, um carro com policiais da UPP da Mangueira foi atacado por um grupo de criminosos na localidade conhecida como Caixa D’água. De acordo com a nota, um policial militar foi ferido com um tiro de raspão no rosto e encaminhado para Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), onde foi medicado e passa bem. A Polícia fez buscas no local para encontrar os criminosos. No início do mês, pelo menos dois PMs lotados em UPPs do Complexo do Alemão foram mortos em menos de 48 horas. No dia 8 de dezembro, o policial militar da UPP das favelas da Fé e Sereno, no Complexo da Penha, Alexandre Antônio Barbosa foi morto por bandidos na Rua Santa Mariana, em Higienópolis. Há informações de que o policial, que estava de folga no momento em que foi morto, teria dado apoio aos PMs que trocaram tiros com bandidos horas antes na Favela Nova Brasília, no Complexo do Alemão. No confronto, dois supostos bandidos foram mortos. Na madrugada do dia 6 de dezembro outro PM da UPP foi morto, desta vez na Favela Nova Brasília. Fábio Barbosa da Silva, de 36 anos, foi baleado quando o agente fazia patrulhamento de rotina na localidade conhecida como Areal, na Fazendinha. Ele foi atingido na cabeça. Ele chegou a ser levado para o hospital, mas morreu no dia seguinte. Em julho, a policial militar Fabiana Aparecida de Souza, de 30 anos, foi morta por um tiro de fuzil durante um ataque de 12 traficantes à sede da UPP na Favela Nova Brasília. Casos de violência acontecem com certa frequência na comunidade, mesmo com a presença da polícia. No dia 16 daquele mês, uma troca de tiros entre bandidos e policiais da UPP da Fazendinha assustou moradores duas vezes em menos de 24 horas. Os conflitos aconteceram poucos dias depois da saída do Exército e a implantação de quatro UPPs do Alemão. FONTE - Leia mais: http://extra.globo.com/

3 BANDIDOS TENTAM ASSALTAR VIATURA DA PMERJ

Dois menores, de 15 anos, foram apreendidos por PMs após tentarem assaltar a viatura em que estavam os policiais. Um terceiro menor, que também participou da ação, conseguiu fugir. A verdadeira trapalhada - que levou os policiais a apelidar o grupo de “Os três patetas” - aconteceu na noite desta segunda-feira, por volta de 21h20, na saída 4 da Linha Amarela, próximo à rampa de acesso ao Fundão. Um dos menores de idade usava uma arma falsa, feita com cano de PVC e madeira, envolvidos com fita adesiva. Há pelo menos dois meses, patrulhas da PM intensificaram o policiamento naquele local, após vários casos de assaltos. No último sábado, por exemplo, dois registros foram feitos. Como os motoristas diminuem a velocidade para deixar a via expressa, bandidos pulam na frente dos carros e anunciam o assalto. . Foi o que aconteceu ontem à noite. O carro do Batalhão de Polícia de Vias Especiais seguia bem próximo a um táxi, com as luzes do giroscópio apagadas. Sem perceber que se tratava de um veículo da polícia, os menores pularam na frente do carro. Um deles ainda conseguiu fugir ao se dar conta do erro, mas os outros dois acabaram pegos pelos policiais. A dupla foi levada para a 24ª DP (Piedade) e, de lá, encaminhada para a Delegacia de Proteção a Criança e Adolescente (DPCA). Nesta terça-feira, de acordo com o delegado Leandro Gontijo, será feita averiguação para saber se os dois menores, que são da comunidade Fernão Cardim, no Engenho de Dentro, participaram dos assaltos realizados no sábado. FONTE - Leia mais: http://extra.globo.com/

POLICIAIS PRESOS DO 15°BPM VOLTAM PARA BANGU 8

Cerca de 35 PMs presos no Complexo de Gericinó foram transferidos para o Batalhão Especial Prisional (BEP) na madrugada de sexta-feira, dia 14. Algumas horas depois, decisão da juíza Daniela Barbosa, da 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias, determinou que os presos voltassem ao Complexo de Gericinó. A Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) enviou imagens do presídio Pedrolino Werling de Oliveira, para onde os policiais foram transferidos, “a única instituição que pode produzir efeito pedagógico nesses presos”, de acordo com a decisão da juíza. Segue, na íntegra, a nota da Seap: “O secretário de Estado de Administração Penitenciária, Cel PM. Cesar Rubens Monteiro de Carvalho, em reunião no dia 13 de dezembro, com comandante Geral da PM, Cel. Erir Ribeiro Costa Filho, decidiu pela transferência de 35 ex-PMs que se encontravam indevidamente no Batalhão Especial Prisional (BEP), já que não são mais policiais, para a Penitenciária Lemos Brito e, consequentemente, a ida de 35 policiais militares ativos, que se encontravam na Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira, para o BEP, pois a área destinada a esses presos estava com superlotação, já dormindo em colchões no chão. A ideia foi levada ao conhecimento do juiz da Vara de Execuções Penais, Dr. Carlos Eduardo de Carvalho Figueiredo, que concordou com a transferência. Entretanto, por entender que a Seap é a única instituição que pode produzir efeito pedagógico nesses presos, a Dra. Daniela Barbosa, da 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias, determinou que eles retornassem para a Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira, no Complexo de Gericinó. O juiz auxiliar da presidência do TJ, Dr. Carlos Augusto Borges e o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame entenderam também que essa é a melhor decisão.” Fonte - Leia mais: http://extra.globo.com/

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Policiais de Volta Redonda ganham liminar.

Parabéns aos policiais de Volta Redonda que conseguiram a liminar na justiça que determinou o retorno imediato a corporação. Agora todos os Policiais de Volta Redonda que foram expulsos conseguiram retornar a PM. Quando tivermos mais detalhes vamos atualizar a notícia.

Tiroteio na delegacia de Itatiaia deixa dois mortos e um ferido.

Itatiaia

O falso policial Luiz Antônio de Oliveira, de 43 anos, que foi morto durante uma troca de tiros com policiais dentro da 99ª Delegacia de Polícia já cumpriu pena por homicídio. Ele foi morto, por volta das 23h, de ontem (16) após atirar e matar o policial militar Devid Shan, que era lotado no 37º Batalhão da PM (Resende), e balear o policial civil Hermes Barcelos, de 32 anos.
Durante a troca de tiros no setor de atendimento da delegacia de Itatiaia, a PM Luciana e o policial civil Wellington conseguiram atirar em Luiz Antônio, que morreu na hora. O PM Devid Shan também morreu no local.
Já Hermes Barcelos, que  chegou a atirar no suspeito, se encontra internado em estado grave no Hospital de Emergência de Resende. Ele foi baleado no pescoço, a bala alojou em sua coluna cervical. O policial civil corre o risco de ficar paraplégico.
O caso está sendo investigado pelo delegado da 99ª DP, Vicente Maximiliano, e pelo
comandante do 37º BPM, tenente-coronel Rogério Figueiredo de Lacerda.
O inspetor de polícia Augusto contou que no fim da noite, os policiais militares Devid e Luciana levaram a delegacia, o motorista do ônibus da Viação Resendense e três passageiros. O coletivo foi interceptado por Luiz Antônio, que dirigia um Opala, no bairro Campo Alegre.
O falso policial desceu do carro e passou a atirar em direção ao ônibus, mas não conseguiu atingir ninguém. Segundo Augusto, quando as vítimas estavam registrando a ocorrência, Luiz Antônio chegou na delegacia alegando que era policial civil.
Ele entregar um revólver calibre 38, mas de repente sacou um outro revólver também de calibre 38, das costas.
- Ele atirou e matou primeiro o PM Devid, depois o policial civil Hermes, que estava no plantão da DP, atirou nele. Mesmo baleado, Luiz Antônio conseguiu atirar no inspetor. O policial civil e a PM Luciana conseguiram atirar no ex-presidiário que foi atingido por sete tiros e morreu na hora - disse Augusto.
O policial lembrou que estava jantando no 2º pavimento da delegacia quando escutou os tiros. Em seguida, apareceu a PM Luciana desesperada informando que um homem tinha matado muitas pessoas no setor de atendimento da delegacia.
- Liguei para o delegado e pedi reforço policial. O motorista do ônibus e os passageiros que iam prestar depoimento saíram correndo da DP durante o tiroteio - disse Augusto.


Leia mais: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/5,66933,Tiroteio-na-delegacia-de-Itatiaia-deixa-dois-mortos-e-um-ferido.html#ixzz2FJbM5T00

AGU defende no Supremo norma federal que concede anistia a policiais e bombeiros militares

A Advocacia-Geral da União (AGU) elaborou manifestação ao Supremo Tribunal Federal (STF) defendendo norma federal que concede anistia aos policiais e bombeiros militares vinculados a vários Estados da Federação e punidos por participação em movimentos reivindicatórios por melhorias salariais e de condições de trabalho. A norma é discutida na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) nº 4869 proposta pelo Procurador-Geral da República contra a Lei Federal nº 12.505/2011. O autor questiona que a União não teria competência para conceder anistia relativamente a infrações administrativas cometidas por servidores estaduais. A Secretaria-Geral de Contencioso (SGCT) manifestou-se pela improcedência do pedido, devendo ser declarada a constitucionalidade da Lei federal. Segundo o órgão da AGU, quando o tema envolver interesses de mais de um Estado, como é o caso, ou necessitar de um disciplinamento uniforme em todo o território nacional, a União deverá regular a matéria. O objetivo é evitar conflitos federativos. O Procurador-Geral da República aponta ainda que a concessão de anistia pela federação aos policiais e bombeiros militares estaduais, nos moldes contemplados pela lei em exame, seria incompatível com a Constituição Federal, pois os membros possuem vínculo com os Estados e subordinam-se aos respectivos Governadores. No entanto a manifestação da AGU destaca que a competência também cabe à União, pois a Lei Federal não instituiu anistia para militares de um único Estado do Brasil, mas dirigiu o benefício para diversos Estados, ou seja, ela é interestadual e não pode ser regulada por um único ente, sob pena de haver tratamento legislativo discriminatório. O caso é analisado no STF pelo ministro relator Dias Toffoli. A SGCT é o órgão da AGU responsável pelo assessoramento do Advogado-Geral da União nas atividades relacionadas à atuação da União perante o STF. Ref.: ADI nº 4869 - STF Leane Ribeiro

sábado, 15 de dezembro de 2012

Ação do Bope no subúrbio do Rio termina com 5 suspeitos mortos


A operação do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar, na comunidade Faz Quem Quer, em Rocha Miranda, subúrbio do Rio, na manhã deste sábado (15), terminou com cinco suspeitos mortos, segundo a polícia.
Os policiais entraram na comunidade por volta das 4h, após denúncias de que ali haveria uma reunião de traficantes. Segundo disseram, houve confronto e seis suspeitos ficaram feridos. Os feridos foram socorridos e cinco deles foram levados para o Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, onde morreram, segundo os policiais do Bope. O sexto ferido foi levado para a 29ª DP (Madureira), que faz o registro da ocorrência.
Na operação quatro suspeitos foram presos, sendo três, mulheres, uma delas com farta quantidade de drogas, segundo os policiais. Foram apreendidos duas submetralhadoras, duas pistolas e uma espingarda calibre 12, além de 2.500 papelotes de cocaína e 12 quilos de pasta base de cocaína.
"Infelizmente tivemos esse saldo, essas baixas, mas temos que salientar que no Rio ainda encontramos bandidos que se recusam a ouvir voz de prisão. Infelizmente houve esse número de mortos", disse o sargento do Bope Glebson Ferreira.

Quatro policiais civis um delegado são presos por participar de sequestro


O delegado Túlio Antonio Pelosi e os inspetores Marco Antônio Ribeiro de Carvalho, Ricardo Luiz Fernandes e Silva, Alex Martins de Oliveira e Paulo Cesar Barros foram presos, neste sábado, por envolvimentos em crime de extorsão mediante sequestro, cometido em 2010.
A prisão foi feita por agentes da Corregedoria Interna da Polícia Civil (COINPOL), que cumpriram os mandados expedidos pela 1ª Vara Criminal de Rio das Ostras. Os presos são eram lotados na DC-Polinter, quando praticaram o crime.
De acordo com a chefe de Polícia, Martha Rocha, os agentes já estavam afastados desde 2011, por determinação dela, em situação diversa por conveniência disciplinar.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

POLICIAL ESTA AUTORIZADO A SE INFILTRAR EM ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS.

O plenário da Câmara aprovou, em votação simbólica, projeto de lei que introduz na legislação brasileira o conceito de organização criminosa, atualmente confundido com o crime de formação de quadrilha ou bando, e regulamenta diversos meios de investigação, como a infiltração policial e o acesso a dados não cadastrais sem autorização judicial. A proposta, de autoria da ex-senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), foi aprovada na forma de substitutivo, apresentado pelo deputado Vieira da Cunha (PDT-RS). O projeto, segundo representantes do Ministério Público e da Polícia Federal, preenche lacunas legislativas que prejudicam atualmente o combate ao crime organizado. A proposta entrou na pauta desta tarde após a apresentação de um requerimento de urgência, proposto por Vieira da Cunha e apoiado pelos líderes partidários. Como foi alterado na Câmara, o texto retornará ao Senado, ao qual caberá a palavra final sobre a proposição. Como mostrou hoje (5) o Congresso em Foco, caso esse projeto vire lei, um agente policial poderá se infiltrar em organizações criminosas e cometer crimes sem correr o risco de ser punido pela Justiça. Vieira da Cunha, entretanto, reforça que isso só será permitido em situação extremas, quando o policial não tiver outra alternativa. Investigadores passarão a ter acesso a dados como número do cartão de crédito, endereço e telefone de suspeitos de integrarem organizações criminosas sem a necessidade de autorização judicial. Também terão direito a retardar uma operação até chegar aos chefes da organização criminosa sem o temor de serem responsabilizados caso a estratégia fracasse. Polêmica A principal polêmica no projeto é um efeito colateral dele. Infiltrados, os policiais poderiam cometer qualquer tipo de crime isentos de punição. Em tese, assassinatos, sequestros, tortura, estupro… Durante os debates do Projeto de Lei 6578/09, chegou-se a colocar exceções à liberdade de agir do agente infiltrado. Mas isso poderia causar mais problemas. O Ministério da Justiça convenceu os parlamentares que as quadrilhas, quando desconfiassem da infiltração de um policial na organização criminosa, criariam “rituais” para testar o suposto traidor do bando. Poderiam, por exemplo, obrigar o policial disfarçado a matar um homem, estuprar uma mulher ou torturar alguém. “Você achar um policial que se dispõe a isso é muito difícil exatamente por causa do risco. Se você criar na lei um risco outro que o risco de vida, você nunca vai conseguir utilizar essa ferramenta na investigação”, afirmou Campos, que é delegado da Polícia Civil. Mas o artigo 13 do texto faz uma exceção. O crimes não será punido apenas “quando inexigível conduta diversa”. Mesmo assim, haverá a possibilidade de situações-limite em que o agente poderá, por exemplo, assaltar um banco ou atirar contra pessoas ou policiais. Vieira da Cunha afirmou que essas situações só poderão ser observadas com casos concretos. Relator da matéria na Comissão de Segurança da Câmara, o deputado João Campos (PSDB-GO), lembra que o policial precisa de ao menos uma garantia porque é difícil encontrar agentes que aceitem os riscos de participara de uma missão de infiltração em organizações criminosas. “É uma agenda extremamente positiva, a maior resposta que o Legislativo brasileiro pode dar a essa onde violência em São Paulo e Santa Catarina”, avalia o presidente da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF), Marcos Leôncio Sousa Ribeiro. Para o delegado federal, o projeto de lei afasta a insegurança jurídica que atrapalha as investigações sobre o crime organizado. Para o presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), César Mattar Júnior, a mudança na legislação é fundamental para coibir a ação de grupos criminosos. “Estamos vivendo uma verdadeira guerra civil camuflada. De um lado, a bandidagem, o terrorismo urbano, e de outro o cidadão comum. Nós temos de parar de ter receio de proteger os cidadãos de bem por temer represália do poder criminoso”, considera. Convenção de Palermo O Projeto de Lei 6.578 ajusta a Lei 9.034/95 à Convenção das Nações Unidas contra o Crime Organizado Transnacional, a chamada Convenção de Palermo. Apesar de ser considerado mais grave e sofisticado, o crime de organização criminosa tem sido tratado como formação de quadrilha ou bando, punível hoje com prisão de um a três anos. O texto aprovado qualifica como organização criminosa o grupo de três ou mais pessoas que se organiza, com divisão de tarefas, para cometer crimes graves, com pena máxima de quatro anos ou mais ou de caráter transnacional. O substitutivo do relator prevê, nesses casos, pena de três a oito anos de prisão. Vieira da Cunha rebatiza o crime de formação de quadrilha ou bando como “associação criminosa”, deixando-o apenas para os casos de menor gravidade, com pena de um a três anos de prisão. “A ideia é tornar a lei mais eficaz e separar os crimes de maior gravidade”, conta o deputado. Ou seja, um grupo de batedores de carteira seria enquadrado como associação criminosa. Integrantes de facções criminosas ou de máfias com atuação no serviço público teriam de responder na Justiça como organização criminosa. A pena aumenta em até 50% se houver emprego de arma de fogo. E cresce de um sexto a dois terços quando há participação de menor de idade ou funcionário público. A proposta alcança, inclusive, pessoas que promovem fraudes em licitações ou concursos públicos e financiam a campanha de candidatos com o objetivo de representar os interesses dos criminosos. O QUE DIZ A LEI Cria a Lei de Combate às Organizações Criminosas: 1- Cria o crime de organização criminosa. Deve ser uma organização estruturada com nível hierárquico composta por, no mínimo, quatro pessoas. Os crimes praticados precisam ter penas máximas superiores a 4 anos de cadeia ou ter caráter internacional. Sem esses critérios, não haverá organização criminosa, mas “associação”. 2- Muda o nome do crime de “formação de quadrilha” para “associação criminosa”. 3- Permite que o policial infiltrado em organizações criminosas cometa crimes, ainda que assassinatos, estupros e torturas. Mas isso será permitido apenas se a prática ilegal for impossível de ser evitada. Nesse caso específico, o juiz não poderá punir o agente infiltrado. 4- Cria normas mais claras para o uso da delação premiada, o ato de confessar um crime, revelar a identidade e a extensão de uma organização em troca de uma redução de pena. 5- Cria normas mais claras para o uso da ação controlada, o ato de retardar a repressão e a investigação sobre um crime com o objetivo de verificar a real extensão dele. 6- Permite que os policiais, sem autorização judicial, tenham acesso a dados não-sigilosos dos investigados nas empresas e prestadoras de serviços públicos. Cria uma punição às empresas que se negarem a informar dados que nada têm a ver com sigilo bancário, fiscal ou telefônico. 7- Cria prazos maiores para os investigadores e os juízes tomarem decisões quando os inquéritos e processos judiciais versarem sobre organizações criminosas congresso em foco

PM DO CEFAP É SEQUESTRADO E DEPOIS LIBERTADO PELA PM.

Um policial militar do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Cefap) foi feito refém durante um assalto ocorrido na Baixada Fluminense, na noite desta quarta-feira. Ele foi libertado por colegas de farda, sem ferimentos. Os quatro suspeitos foram perseguidos por sete quilômetros. Houve troca de tiros. O carro dos bandidos acabou batendo e um deles morreu. Os demais conseguiram fugir. O policial passava de moto pelo bairro Jardim Botânico, em São João de Meriti, quando foi abordado pelos bandidos, que estavam num carro. Ao perceberem tratar-se de um PM, o grupo o colocou no automóvel. Dois homens seguiram na moto e os demais, no carro. A Polícia Militar foi acionada e realizou a perseguição. Quando passavam pela região da Via Light, no bairro Tomazinho, os bandidos perderam a direção do veículo e bateram num muro. O grupo é acusado de diversos roubos no município de Nilópolis, também na Baixada, na mesma noite. Duas vítimas teriam reconhecido o homem morto. FONTE: Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/policial-feito-refem-durante-assalto-seguido-de-perseguicao-tiroteio-em-sao-joao-de-meriti-7037613.html#ixzz2EwHkWISk

POLICIAL DE S.P. E SUA ESPOSA SÃO BALEADOS NA BARRA DA TIJUCA .

Um policial rodoviário federal de São Paulo e uma mulher foram baleados durante uma tentativa de assalto que ocorreu na noite desta quarta-feira, na orla da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Nelson Canton Filho e Renata Ataides Coutinho foram abordados quando estavam num Ford Ecosport prata, estacionado na Avenida Lúcio Costa, na altura do prédio de número 6.500. Eles foram atingidos na perna e levados para o Hospital Lourenço Jorge, também na Barra. Não há informações sobre o estado de saúde deles. Segundo uma testemunha - morador do prédio em frente, que viu toda a ação -, um Gol vermelho, com três homens, se aproximou do carro das vítimas, por volta das 23h40m. Dois suspeitos abordaram o veículo estacionado, enquanto o terceiro permaneceu ao volante, preparado para a fuga. Em determinado momento, os bandidos começaram a atirar, e o policial teria revidado. Os bandidos fugiram em seguida. Fonte - Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/policial-paulista-mulher-sao-baleados-durante-tentativa-de-assalto-na-orla-da-barra-7037584.html#ixzz2EwGBPF5C

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

CESTA DE NATAL PARA POLICIAS MILITARES

Rio - O governo estadual pagará gratificação extraordinária de Natal, de R$100, para 46 mil policiais militares. O governador Sérgio Cabral autorizou ontem o pagamento. A data do depósito está sendo definida, mas é provável que saia antes do dia 25. . O decreto estabelece que somente os PMs em atividade terão direito ao bônus, além dos servidores civis que pertencem ao quadro de pessoal da corporação. A medida também beneficia os PMs contratados com base na Lei Estadual 5.271/08 (inativos que prestam tarefa por tempo determinado na corporação), desde que estejam no exercício da função designada. . Os R$ 100 serão creditados em parcela única, mesmo que o servidor tenha mais de uma matricula no estado. A área econômica tem se preparado para evitar problemas de desconto de Imposto de Renda ou contribuição previdenciária do bônus, como aconteceu com o auxílio qualificação de R$ 500 pago aos docentes, que sairam com desconto. . FONTE: http://odia.ig.com.br . === . Foi liberado o famoso cestão...fudido !!! 100 conto , é mole ? enquanto funcionário de fórum ganha mil reais de cesta de natal , nós que corremos risco, protegemos a sociedade, morremos nas mãos de vagabundos ,etc... ganhamos essa miséria.

PMs FAZEM PARTO DENTRO DE VIATURA.

Paula Brito - 11/12/2012 - Dizem que o herói é aquele que nos momentos de maior perigo enfrenta a morte cara a cara para salvar a vida de pessoas que ele nem conhece. Um herói de verdade usa sempre um uniforme bonito, que faz com que todos os reconheçam. Eles são humildes e não esperam nenhum reconhecimento por seus atos de bravura. Por isso, a notoriedade nunca fez parte dos planos da dupla de policiais que mudou a vida da família da pequena Lauanda Isis Souza Braga, de apenas um mês e vinte dias. A dupla, mesmo sem nenhum tipo de preparação, ajudou no parto de Raquel Jane Barbosa, de 23 anos. Lauanda nasceu às 3h do dia 21/10, dentro de uma viatura da Polícia Militar. Depois de ser internada nove vezes no Hospital Municipal Desembargador Leal Junior e, mesmo com muita dor ser mandada de volta, Raquel por pouco não perde sua filha. Grávida de nove meses, no dia 20/10, Raquel foi liberada pelo médico de plantão do hospital. Em casa, a mulher continuava com muita dor e decidiu ligar para o esposo. Sem carro, Hugo da Silva, de 34 anos, ligou para a polícia e pediu ajuda. Imediatamente os policiais Gilmar dos Santos Fagundes e Leandro de Oliveira Antonio chegaram ao local. Mal deu tempo para chegar à viatura e Renata entrou em trabalho de parto. Em frente à casa simples do casal, Lauanda nasceu, linda e cheia de vida. “Todos do 35º BPM comemoraram conosco quando dissemos que ela havia nascido. Foi um momento lindo, todos gritavam pelo rádio nos parabenizando”, disse o sargento Oliveira, que está para completar 13 anos de polícia. Mas as dificuldades não pararam por aí, a guarnição saiu em disparada até o Hospital Estadual João Batista Caffaro, mas não havia nenhum obstetra de plantão. “Eu não acreditei quando a atendente falou, eles nem se importaram em ajudar. Nos dirigimos então ao Hospital Municipal, onde finalmente Lauanda teve o tratamento necessário”, contou Oliveira. Renata ficou internada por dois dias, mas logo que foi liberada recebeu a visita dos dois heróis de sua filha. Há 15 anos na Polícia Militar, o sargento Fagundes se emociona até hoje ao lembrar do caso. “Em todos esses anos eu nunca tive uma ocorrência tão especial como essa. Lauanda é um milagre e hoje a tratamos como nossa sobrinha”, contou. Há quase dois meses, os sargentos têm uma rotina que não pretendem abandonar. A de visitar a pequena Lauanda. “Eles são pessoas maravilhosas, que hoje se tornaram parte da família. São padrinhos e tios da Lauanda, não há como agradecer a atitude que tiveram. Eles estão sempre aqui para ver como ela está, estão sempre ajudando a família. As pessoas falam tão mal da PM, mas não percebem o trabalho maravilhoso dessas pessoas, que também têm família, filhos, mas que abandonam tudo para cuidar da gente. Não vejo farda, vejo gente”, disse Hugo, muito emocionado. Vítima de negligência “Quero registrar a minha revolta com aquele hospital. Minha esposa ficou vários dias largada ali, esperando ser atendida. Estivemos nove vezes lá, ela chegou a passar um dia inteiro deitada em uma poça de sangue, não tinha nem lençol para trocar”, reclamou Hugo. Para Renata, os médicos foram negligentes e não levaram em consideração a dor que ela estava sentindo. “O médico disse que minha dor era normal e me mandou para casa. Queria ver se fosse a esposa dele. Graças a Deus, esses heróis apareceram na minha porta quando eu mais precisei”, finalizou. FONTE:http://jornaloitaborai.com.br/site/index.php?option=com_k2&view=item&id=1521%3Apoliciais-fazem-parto-dentro-de-viatura-e-viram-her%C3%B3is-em-apollo&Itemid=144

BOPE PRENDE CHEFÃO DO TRÁFICO DO JACAREZINHO E MANDELA.

Marcelo Henrique da Cruz Correa, o Ligeirinho, de 40 anos, foi capturado numa operação do Batalhão de Operações Especiais (Bope), na manhã desta quarta-feira, que tinha como objetivo prender os traficantes foragidos das favelas no Jacarezinho, Manguinhos e Mandela, na Zona Norte do Rio. Localizado na comunidade Cidade Alta, em Cordovil, Ligeirinho é apontado como um dos chefões do tráfico no Jacarezinho e na Mandela e estava foragido desde 2006. A ocorrência foi registrada pela 38ª DP (Brás de Pina). O Disque-Denúncia (2253-1177) oferecia R$ 1 mil por informações que levassem ao paradeiro dele. De acordo com a polícia, ele é comparsa dos traficantes Marcelo Fernando Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto, e de Diogo de Souza Feitoza, o DG, resgatado dos comparsas após ser preso e levado para a 25ª DP (Engenho Novo), julho deste ano. O bandido foi chefão do tráfico numa localidade chamada de Treze, na Cidade de Deus, em Jacarepaguá, e costumava intimidar os moradores da área, impondo toque de recolher. Ligeirinho é acusado de ter ordenado a morte de um desafeto, que acabou carbonizado em 2008, e era conhecido pela violência. Ainda segundo a polícia, ele deixou a Cidade de Deus em 2009, após a chegada da Unidade de Polícia de Pacificação (UPP) na área. . FONTE:Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/bope-prende-um-dos-chefoes-do-trafico-no-jacarezinho-na-mandela-7030587.html#ixzz2Erorux00

CORONEL DA PM É PRESO COM 53 KG DE CRACK

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em São Paulo prederam nesta quarta-feira (05), na BR-153, próximo a São José do Rio Preto, interior paulista, um coronel da reserva da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul com 53 quilos de crack. A quantidade apreendida seria suficiente para produzir cerca de 50 mil pedras de crack. Segundo a PRF, a droga estava escondida dentro do tanque de combustível e no encosto do banco traseiro do carro conduzido pelo coronel. Junto com o militar, estavam a mulher e uma filha do casal, de 4 meses. A apreensão foi feita por policiais que participam da 'Operação Divisas'. Durante a abordagem, os agentes suspeitaram do nervosismo aparente do motorista e decidiram fazer uma busca mais detalhada no interior do carro. Treze tabletes de crack estavam armazenados dentro do tanque de combustível e outros 40 foram encontrados em um fundo falso, atrás do banco traseiro. Aos agentes da PRF, o coronel reformado confessou que a droga vinha do Paraguai e que ele receberia R$10 mil para transportar o entorpecente de Ponta Porã (MS) para Belo Horizonte (MG). O coronel, de 55 anos, foi encaminhado à Delegacia de Polícia Federal em São José do Rio Preto. A pena para tráfico internacional de drogas é de 5 a 15 anos de reclusão. . FONTE: Acesse o Artigo Original: http://www.pmsdobrasil.com/2012/12/coronel-da-pm-e-preso-com-53-quilos.html#ixzz2EpllcYNu - ULTIMO SEGUNDO

SOS PMERJ VISITARÁ ALERJ PARA COBRAR DE DEPUTADOS A ANISTIA ADMINISTRATIVA

Continuando a luta por dignidade iniciada nesse ano de 2012 , uma comissão do sos pmerj formada pelos Policiais Pablo Rafael , Wagner Luís , dentre outros , irá a Alerj na data de hopje para cobrar dos Deputados Estaduais a aprovação da anistia para os PMs e BMs que lutaram por melhores condições de trabalho. A última fronteira parace ser mesmo a anistia , porque as transferências que houveram como forma de punição aos PMs foram desfeitas, dos 18 PMs expulsos da corporação , 7 já retornaram com decisões da justiça e ainda faltam 11, porém a anistia vai atingir todos os PMs que de alguma forma foram prejudicados nesse fato. Inúmeros Policiais estão trabalhando no flandu " faxina" ou interno pelo fato de estarem respondendo a CD por causa do movimento por dignidade, outros estão de licença devido a SINA ou a transtornos que adquiriram por causa da forma que forma tratados pelo sistema e muitos ainda estão afastados pela psiquiatria. Então a luta pela anistia deve ser algo que todos devem se esforçar para conseguir, e nós do sos pmerj contamos com todos para que possamos ajudar nossos irmãos que ainda estão sofrendo muito com tudo o que aconteceu.

SARGENTO DA F.A.B. É PRESO ACUSADO DE ESTUPRO.

O juiz Rafael Estrela, da 35ª Vara Criminal, acaba de decretar, na tarde desta terça-feira, a prisão preventiva do sargento da Aeronáutica Edvaldo Silva Rodrigues Júnior, que confessou ter estuprado pelo menos dez mulheres nos últimos dois meses na Zona Norte do Rio. Sete inquéritos de cinco delegacias diferentes foram encaminhados para a Justiça nesta segunda. O sargento foi preso pela Polícia Civil, mas transferido para a Base Aérea do Galeão, onde está sob custódia da Aeronáutica. Agora, ele (Edvaldo) vai aguardar até o julgamento no cárcere. Essa medida foi essencial para a garantia da ordem pública - disse o delegado Antenor Lopes, da 25ª DP (Engenho de Dentro), responsável por dois inquéritos que apuram os ataques cometidos pelo sargento. Em depoimento, o militar disse que não conseguia ficar mais de dois dias sem agir. Ele tentou se justificar, dizendo que "sentia uma vontade incontrolável". Antes de abusar sexualmente das vítimas, Edvaldo confessou que gostava de se masturbar ao ar livre, na frente de mulheres que passavam pela rua. "Sentia prazer em me masturbar na rua. Inicialmente, só me masturbava. Tinha intenção de que as mulheres vissem". Nem o olhar de reprovação e os xingamentos das pessoas que flagravam a ação o intimidava. Pelo contrário. Nos últimos dois meses, ele passou a se aproximar de moto das mulheres para atacá-las. O sargento costumava atacar as vítimas entre 7h30m e 8h, antes de ir ao trabalho. Para rendê-las, fingia estar armado. No mesmo dia, chegou a atacar duas vítimas. Às 7h de 22 de outubro, Edvaldo abordou uma adolescente de 13 anos a caminho da escola, em Todos os Santos. Mas foi obrigado a fugir antes de consumar o estupro. Às 8h30m, voltou a atacar, ao render uma mulher de 22 anos em Cavalcanti, próximo ao local do primeiro ataque. Na semana passada, Edvaldo atacou três vezes, entre 4 e 6 de dezembro. FONTE - Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/justica-decreta-prisao-de-sargento-da-aeronautica-que-confessou-ter-estuprado-dez-mulheres-7013417.html#ixzz2Epfcbwzl

JUSTIÇA DO RIO ARROCHA OS PRESOS DO BEP.

Após obrigar a Polícia Militar a retirar todos os eletrodomésticos do Batalhão Especial Prisional (BEP), unidade onde policiais ficam presos, a Justiça agora vai ordenar a remoção também de objetos pessoais dos detentos. Segundo o juiz titular da Vara de Execuções Penais, Carlos Eduardo Figueiredo, na inspeção feita por uma equipe da VEP no presídio, na sexta-feira, foram achados pares de tênis, perfumes importados e suplementos alimentares nas celas. — É claro que os presos podem ter uma calça jeans, um calçado. Mas há um excesso lá dentro, e isso vai ser coibido — afirmou ele. Carlos Eduardo Figueiredo não determinou prazo para acionar a PM judicialmente a fazer a nova retirada. A preocupação maior do juiz, desde que interditou parcialmente o BEP — impedindo que novos detentos entrem na unidade — é a futura superlotação de Bangu 8, para onde os policiais presos são levados. Atualmente, há 107 homens no presídio — 47 a menos do que a capacidade total da unidade, que fica no Complexo de Gericinó. Há uma semana, 65 PMs presos na Operação Purificação foram para lá. Uma das possibilidades cogitadas pelo TJ é realocar os 41 ex-PMs que ainda estão custodiados no BEP. Eletrodomésticos Na fiscalização de sexta-feira, foram recolhidas 109 geladeiras, 52 microondas, 102 TVs, 63 cafeteiras, uma máquina de fazer frango assado, panelas elétricas, DVDs, CDs, rádios, aparelhos de som e máquinas de lavar. Ventiladores Os únicos aparelhos que permaneceram dentro das celas foram ventiladores — um por preso. De acordo com o próprio TJ, a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) autoriza o seu uso na unidade e também para presos de outros presídios. BOPE Todos os eletrodomésticos recolhidos na sexta-feira foram retirados pela própria direção do BEP, com o apoio do Batalhão de Operações Especiais (Bope). Esta semana, haverá uma outra fiscalização da VEP para verificar se as determinações continuam sendo mantidas. Irregularidades Há dez dias, o EXTRA divulgou um relatório feito durante uma inspeção do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que mostrou irregularidades dentro do presídio, em Benfica. A fiscalização do CNJ aconteceu em dezembro do ano passado. Decoração De acordo com documentos e fotos do CNJ, havia, na ocasião, celas decoradas com piso de cerâmica e até teto rebaixado. Cama acolchoada, poltrona, perfume importado e até uma raquete elétrica antimosquitos foram alguns dos itens flagrados. Apartamentos “Não encontrei celas. Encontrei no BEP vários apartamentos, com decoração, mobiliário, uma situação absolutamente incompatível com o rigor prisional”, resumiu o juiz do CNJ Ulysses de Oliveira Gonçalves Junior, responsável pela vistoria. FONTE - Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/justica-vai-mandar-retirar-tenis-perfumes-ate-suplementos-alimentares-de-presos-do-bep-7004318.html#ixzz2EpeiRwXC

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

POLICIAIS DE VOLTA REDONDA SÃO INOCENTADOS NA AJMERJ DE ACUSAÇÕES DE SEREM GREVISTAS.

Acabei de chegar em casa agora , hoje foi o meu julgamento na AJMERJ por conta dos movimentos reivindicatórios da PM em fevereiro desse ano. Foram julgados eu , Freitas, Reis, Hudson,Alcantâra e o Alan , o nosso advogado foi o coronel Nunes e vou colocar aqui alguns trechos que achei interessante no julgamento. A promotoria começou a sua fala no julgamento lembrando dos fatos que estavam nos autos e como que a sociedade poderia ter sido prejudicada caso tivesse havido greve e depois de ter dito isso o sr. Promotor de Justiça disse o seguinte: Palavras do Promotor de Justiça - " Quero pedir aos juízes militares aqui presentes que julguem com atenção e cuidado esses 6 PMs. Não como se tivesse julgando alguém que cometesse um crime de corrupção, concussão , ou roubo... e sim como pessoas que estavam buscando melhorias para suas condições de trabalho... eu tenho um tio que é tenente coronel da PM e ele me disse uma coisa uma vez quando eu era pequeno que nunca vou esquecer : Desconfie sempre do Policial que não reclama do salário !!!... O meu voto excelência é pela absolvição de todos eles , pq eles já sofreram demais , foram presos ,alguns expulsos e conseguiram uma liminar para voltar a corporação, os própios oficiais do 28°bpm Volta Redonda que vieram aqui de testemunhas de acusação , disseram que os 6 PMs são excelentes Policiais , foram respeitosos com o comando do 28°bpm no dia da manifestação e são bons amigos. Então eu acredito que eles já sofreram muito além do que poderiam merecer nesse caso e a absolvição é a coisa mais sensata a ser feita." ---------- Olhei para o lado e vi todos meus companheiros com os olhos lacrimejando e eu também me emocionei pq nunca iria imaginar que o própio Ministério Público iria pedir de forma tão forte e persistente a nossa absolvição. Depois foi a vez da Juíza que disse que nós já tinhamos passado por momentos difícies e que seu voto era pela absolvição, depois foi a vez dos três capitãs e um major do BOPE que votaram também pela absolvição. Quero agradecer a todos que oraram , rezaram e torceram por nós , não vai dar p/ citar todos aqui porque são muitos e muitas que nos ajudaram e eu poderia esquecer de alguém , mas no mais muito obrigado por tudo que vcs fizeram por nós. Quero agradecer também ao Wagner Luís eque nos entregou as cestas de natal na AJMERJ , o wagner acordou as 3 da manhã para se dirigir ao centro do RIo e entregar todas as cestas de natal , e muito obrigado também aos dois policiais que doaram as cestas e também a filha de um deles a Juliana que fez um desenho e colou em todas as cestas de natal. Muito obrigado a todos e agora de nós 6 que fomos absolvidos hoje , só falta o parecer do CD meu e do Freitas. Peço a todos que continuem na torcida por nós. Obrigado. Vejam o vídeo do Deputado Flávio Bolsonaro sobre o julgamento:

BOMBEIROS ENTRAM COM PROCESSO CONTRA CMT DO CBMERJ

Os bombeiros que ficaram presos na Penitenciária de Bangu 1, em fevereiro de 2012, por conta de protestos na corporação, apresentaram queixa-crime por Abuso de Autoridade contra o Secretário de Estado e Defesa Civil e Comandante Geral do Corpo de Bombeiros, Coronel SÉRGIO SIMÕES, o Diretor do presídio ROGÉRIO BLANK e o Coronel CAMILO RIBAMAR (comandante do GEP). Os três são acusados de abuso porque não recolheram os presos em quartéis de bombeiros e porque não lhes entregaram as cópias dos mandados de prisão, como manda a legislação castrense. É feita também uma comparação com o tratamento dispensado a milicianos que são acusados de crimes muito graves e que ficam presos em quartéis. A queixa-crime, assinada pelo advogado Carlos Azeredo e protocolada no Tribunal de Justiça, pede que os acusados sejam condenados à perda do cargo, detenção e multa, além de indenização às vítimas do abuso. Segue o número do processo: 0066877-97.2012.8.19.0000. === SEGUNDO NOSSAS FONTES EM ITAPERUNA , UM GRUPO DE BOMBEIROS FOI FARDADO AO FÓRUM DE ITAPERUNA E FEZ UMA QUEIXA CONTRA O CMT DE LÁ NO MINISTÉRIO PÚBLICO. SÃO 20 BOMBEIROS , 20 PROCESSOS DIFERENTES CONTRA O CMT DO CORPO DE BOMBEIROS DE ITAPERUNA. E SEGUNDO ALGUNS POLICIAIS DO 29°BPM ITAPERUNA , 15 POLICIAIS MILITARES DAQUELA ÁREA VÃO ENTRAR COM PROCESSOS E LIMINARES CONTRA ALGUNS OFICIAIS DA PMERJ. E A ORIENTAÇÃO DOS ADVOGADOS É PARA PROCESSAR A PESSOA EM SI E NÃO A ADMINISTRAÇÃO. VAMOS ESPRAR QUE MUITA COISA AINDA VAI ACONTECER.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

ACORDO ENTRE POLICIAIS E BOMBEIROS DE VOLTA REDONDA


Assim como na cidade de araruama o candidato a vereador SGT AQUINO do PAPA 22.190 , esta sendo apoiado pelos Bombeiros da cidade em virtude do candidato do sos bombeiros ter sido impedido de concorrer pela justiça eleitoral, em Volta Redonda acontece o mesmo.

O Policial Militar Cabo Pablo Rafael 25.190 candidato a vereador em Volta Redonda , esta recebendo um apoio maciço dos Bombeiros de Volta Redonda em virtude do seu candidato do sos bombeiros subtenente Anísio ter sido impedido de concorrer pela justiça eleitoral.

"Os Bombeiros de Volta Redonda são considerados um dos mais unidos do estado do Rio de Janeiro e esse apoio é importantíssimo para a nossa campanha" - disse Pablo Rafael.

Se as pesquisas se confirmarem nas urnas no dia 7 de outubro , a Policia Militar do R.J. terá alguns Policiais Militares eleitos vereadores em cidades como Campos , Itaperuna, Volta Redonda e Rio de Janeiro.


O grupo de Policiais Militares que podem ser eleitos vereadores, tem entre suas metas a ajuda aos policiais e Bombeiros que foram expulsos de suas respectivas corporações em virtude do movimento reivindicatório, a criação de uma entidade que visa garantir os direitos humanos dos Policiais e Bombeiros Militares, bem como de seus familiares etc...

Entre nesse link e veja os candidatos a vereador do Movimento da PMERJ: http://solatelie.com/cfap/vereador/vereadores.html

POLICIAL QUE MATOU MOTORISTA EM BRIGA DE TRÂNSITO É LINCHADO.

Pessoas que passavam pelo local agrediram o PM, que foi internado em estado grave

RIO - A Polícia Militar informou, em nota, que o cabo Eduardo Aquino Silva Santos de 30 anos, lotado no 41° BPM (Irajá), ficará preso no Batalhão Especial Prisional (BEP) assim que receber alta do Hospital da Polícia Militar, onde está internado em estado grave. O cabo matou um homem durante uma briga de trânsito na Zona Oeste do Rio na madrugada desta quinta-feira e foi linchado em seguida.

A dicussão aconteceu após uma batida de carro na Estrada de Jacarepaguá, altura do número 3705, em Rio das Pedras. O PM, que estava de folga, efetuou dois disparos contra Mauro Marcos do Nascimento, de 43 anos. A vítima chegou a ser levada para o Hospital municipal Lourenço Jorge, mas acabou morrendo. Depois de atirar em Mauro, o cabo foi agredido pelos irmãos da vítima.

A Polícia Civil disse que o PM foi autuado em flagrante por homicídio. A Divisão de Homícidios (DH), que investiga o caso, vai ouvir testemunhas e busca imagens de câmeras de segurança para tentar entender a motivação do crime. Já a PM informou que vai abrir processo disciplinar para investigar o caso. O corpo de Mauro Marcos do Nascimento foi encaminhado para o Insituto Médico-Legal (IML).


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/

POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL CRUZA OS BRAÇOS.




RIO- Cinquenta inspetores da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que ocupam funções de chefia, entregaram seus cargos ao superintendente da instituição no Rio, Antônio Vital Júnior, por volta das 10h30m desta terça-feira. Foi uma atitude simbólica de repúdio à recusa do governo federal em atender as reivindicações da categoria. Eles também entregaram suas insígnias na superintendência. O policiais entraram em greve na segunda-feira com previsão de retorno ao trabalho no dia 24. O movimento reivindica reajuste salarial, reconhecimento de nível superior para o cargo de policial rodoviário federal, pagamento de adcional noturno e reestruturação da carreira.


Muitos policiais estão, neste momento, na sede da Superintendência Regional de Polícia Rodoviária Federal, na Rodovia Presidente Dutra, usando uma faixa branca no braço esquerdo em sinal de protesto. O presidente do sindicato da categoria, Marcelo Novaes, informou que aproximadamente 30 policiais dos 100 que atuam no estado estão hoje em seus postos. Ele reconheceu que a greve pode causar transtornos aos motoristas, como a paralisação de emissão de boletins de acidentes para resgate de seguros.
No dia 23, os policiais vão se reunir para avaliar o movimento, podendo deliberar por uma greve por tempo indeterminado. Antes, representantes da categoria vão se reunir com autoridades federais no Ministério do Planejamento.
— Esta entrega dos cargos é um fato inédito desde 1984. O movimento está fortalecido. A fiscalização será prejudicada. Mas esta greve é o último ato de uma categoria que está tentando negociar com o governo há um ano. Até agora não tivemos nenhuma resposta concreta - afirmou Novaes, acrescentando que haverá um mínimo de dois agentes por posto nas rodovias federais no estado. Hoje, o estado conta com 400 policiais, quando segundo Novaes, o necessário são 1.200.


Fonte: EXTRA.


domingo, 19 de agosto de 2012

JUSTIÇA MANDA SOLTAR POLICIAL QUE DEU TIRO NO PÉ DE BANDIDO.

Informe do Dia: Justiça e tiro no pé





POR Fernando Molica


Rio - Filmado, no dia 31, ao dar um tiro no pé de um preso que havia sido dominado, o cabo PM Maurício Fabiano Braga Pessoa foi solto por ordem da Justiça.

Para o juiz Marcius da Costa Ferreira, da Auditoria da Justiça Militar, não havia motivo para manter sua prisão preventiva. Citou que não houve flagrante e que o PM é primário, tem bons antecedentes e residência fixa.

Apesar de ter atirado no preso, menor de idade, Braga foi denunciado por lesão corporal leve, ou seja, “ofender a integridade corporal ou a saúde de outrem”. A pena varia de três meses a um ano.

Faltou o laudo

Falhas no processo favoreceram o PM. O juiz frisou que não constam dos autos o depoimento da vítima “das supostas lesões” nem o exame de corpo delito. Para ele, as lesões “podem ter natureza leve”. O Ministério Público foi favorável à libertação do policial.


Fonte: O DIA ON LINE

terça-feira, 31 de julho de 2012

OBRIGADO SENADOR LINDBERG E ALGUNS DEPUTADOS DA ALERJ POR TER AJUDADO OS TRANSFERIDOS POR CAUSA DA GREVE.


QUERO SINCERAMENTE ESTAR AGRADECENDO AO SENADOR LINDBERG FARIAS E TAMBÉM ALGUNS DEPUTADOS ESTADUAIS PELO FATO DE TER AJUDADO A PROPORCIONAR O RETORNO DOS POLICIAIS QUE FORAM TRANSFERIDOS PARA A BAIXADA FLUMINENSE POR CAUSA DA GREVE.

SABEMOS QUE FOI FEITO UM PEDIDO FORTE E NÃO TEVE COMO A PMERJ DEIXAR DE CUMPRIR.

SABEMOS QUE UNS DEPUTADOS ESTADUAIS JÁ TINHAM TE PEDIDO PARA INTERVIR E UM GRUPO DE PMS DO INTERIOR NESSES DIAS PARA TRÁS TAMBÉM PEDIU E O SENHOR ATENDEU AOS PEDIDOS.

RETORNARAM POLICIAIS DO 28°BPM , 10°BPM , 11°BPM E AS FAMÍLIAS DESSES POLICIAIS LHE SÃO MUITO GRATAS.

MESMO NESSAS HORAS ALGUNS CANDIDATOS A PREFEITOS QUE QUEREM SER ELEITOS EM SUAS CIDADES, ESTAREM TENTANDO SER O "PAI DO FILHO" , NÓS SABEMOS A QUEM DEVEMOS ESTAR GRATOS PELO RETORNO DOS TRANSFERIDOS.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

OS TRANSFERIDOS ESTÃO VOLTANDO !!!


Uma das maiores injustiças cometidas na PMERJ esta começando a ser corrigida pelo comando da PM que é o regresso de alguns transferidos por causa da greve aos seus batalhões de origem.

Desde o Bol Pm 139 de sexta feira as esperanças começaram a voltar nos corações das esposas ,famílias e amigos etc..., que desde a transferência dos guerreiros ficaram angustiados com a situação.

Esses são parte dos verdadeiros guerreiros que fizeram a diferença e vários batalhões da capital , baixada dentre outros tem que reconhecer.

O comentário é que mais policiais devem retornar aos seus respectivos batalhões nos próximos boletins da PMERJ e que ainda esse ano todos devem retornar.

O que pouca genta sabe é que alguns líderes da PMERJ tem negociado junto aos deputados e pedido a anistia e o retorno dos transferidos já faz algum tempo e agora parece que começou a surtir efeito.


Com a aproximação da votação da anistia já era notório para alguns policiais que tem contato com alguns deputados na Alerj que abraçam a bandeira da PMERJ , que o comando iria começar a resolver algumas questões como no caso dos transferidos e foi justamente isso que se comprovou ao começar as transferências de volta.

Para evitar perseguições os nomes dos Policiais que estão vestindo a camisa da PMERJ e lutando pelos excluídos e pelos transferidos não será citado , mas quem é sabe.

Policial do Bope é baleado em tentativa de assalto na Avenida Brasil

Um policial do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi baleado durante tentativa de assalto, na manhã desta segunda-feira, na Avenida Brasil, altura da Penha. O militar, identificado como Ricardo Cardoso Batista, estava de folga e trafegava pela via com sua motocicleta quando foi abordado pelos criminosos. Ele foi alvejado no pescoço. A mulher dele, que estava na garupa, sofreu ferimentos leves por conta da queda da moto. Os bandidos fugiram. O policial foi atendido no Hospital Getúlio Vargas e transferido para o hospital da corporação, no Estácio. O caso é investigado por agentes da 22ª DP (Penha).

quinta-feira, 26 de julho de 2012

FOTOS DOS SUSPEITOS DE TEREM MATADO A POLICIAL FABIANA DA UPP DO ALEMÃO.


ESSES SÃO OS SUSPEITO DE TEREM MATADO A POLICIAL MILITAR , SE VOCÊ VIU OU CONHECE ALGUM DESSES MELIANTES POR FAVOR ENTRE EM CONTATO COM O DISQUE DENÚNCIA.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

BANDIDOS MATAM PFEM - POLICIAL FEMININA COM TIROS DE FUZIL 762.


Bandidos atacam UPP no Complexo do Alemão

Soldado que foi alvejada enquanto tentava fugir tinha somente quatro meses de corporação


Rio - Um grupo de bandidos atacou a base da UPP Nova Brasília, no Complexo do Alemão, Zona Norte, na noite desta segunda-feira. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi acionado com pedido de prioridade por policiais da UPP para a Avenida Itararé, que fica nos acessos do Alemão.

Policiais do 16º BPM (Olaria) também estão no local. Os tiros dos bandidos atingiram a fachada do local. A soldado Fabiana Aparecida de Souza, de 30 anos, morreu após levar um tiro de fuzil 762. A bala teria atravessado o colete.

Quando a UPP foi alvejada, a militar tentou fugir para a frente do local e foi atingida. Ela foi encaminhada para a UPA da região pelos colegas, mas não resistiu aos ferimentos. A soldado tinha apenas 4 meses na corporação.

Na Pedra do Sapo houve novo tiroteio entre policias e bandidos, mas ninguém ficou ferido. Segundo a assessoria das UPPs não há mais confrontos na região.

sábado, 14 de julho de 2012

TIPOS DE VOTO DOS POLICIAIS MILITARES.

COLOCAMOS ESSES EXEMPLOS PARA OS POLICIAIS MILITARES,BOMBEIROS,POLICIAIS CIVIS,AGENTES PENITENCIÁRIOS E GUARDAS MUNICIPAIS , ESTAREM REFLETINDO BEM NA HORA DE VOTAR.

1- O POLICIAL DESPERDIÇA O VOTO E TRAI A TROPA.


ESSE É O POLICIAL MAL AGRADECIDO QUE DEIXA DE VOTAR NUM COLEGA DE CORPORAÇÃO PARA VOTAR EM ALGUÉM QUE NUNCA FEZ E NUNCA FARÁ NADA PELA PMERJ. ELE TRAI OS COMPANHEIROS DE FARDA E TROCA O NOSSO SANGUE AZUL PELO SANGUE DOS QUE NÃO SABEM O QUE É SER POLICIAL. " ELE VOTA NO PÉ INCHADO " , MAS NA HORA DE PEDIR PRIORIDADE O COVARDE VAI ATRÁS DOS COLEGAS !!!

2- O POLICIAL NÃO VOTO NO POLICIAL.


ESSE É O POLICIAL QUE SE LEVANTOU CONTRA A CANDIDATURA DOS POLICIAIS DO MOVIMENTO PELA DIGNIDADE. ELES SÃO A PEQUENA MINORIA E EXISTE EM POUQUÍSSIMOS QUARTÉIS.ELES ALÉM DE SEREM MAL AGRADECIDOS , TRAÍRAS, AINDA SÃO COVARDES PELO FATO DE NÃO TEREM ARGUMENTOS PARA SEREM CONTRA OS POLICIAIS CANDIDATOS , ELES TENTAM DE ALGUMA FORMA DESMORALIZÁ-LOS PERANTE A TROPA DIZENDO QUE SÃO INTERESSEIROS, PORÉM SÃO ELES QUE FICAM DESMORALIZADOS PLEO FATO DE ESTAREM LUTANDO CONTRA A VONTADE DE TODA A TROPA QUE É ELEGER REPRESENTANTES POLICIAIS PARA VEREADOR.DEVEMOS ISOLAR ESSA RAÇA DE TRAÍDORES, SAFADOS , QUE AO INVÉS DE AJUDAR OS POLICIAIS DO MOVIMENTO, ELES TENTAM QUEIMAR O FILME DOS OS COMPANHEIROS.

3- O POLICIAL VENDE O SEU VOTO.


ESSE É O POLICIAL QUE ARRUMA UM ESQUEMINHA COM UM CANDIDATO A VEREADOR PRA SE DAR BEM E TENTA ARRUMAR VOTOS PARA ELE. ESSE TIPO DE POLICIAL SÓ PENSA EM SI PRÓPIO ,EM SEU EGO E NÃO NA COLETIVIDADE DA TROPA PMERJ. SERÁ QUE QUANDO ELE TIVER TOMANDO TIRO NO LOMBO DENTRO DA FAVELA , ELE VAI CHAMAR O VEREADOR DO ESQUEMINHA PRA DAR COBERTURA PRA ELE ? CADA UM CUIDA DO SEU CADA UM , BELEZA , MAIS NA PMERJ NÓS JÁ SABEMOS QUE QUANDO NA TROPA CADA UM PENSA EM SE DAR BEM E ESQUECE O COLEGA , SEMPRE VAI DAR MERDA , ENTÃO O JEITO É NOS UNIRMOS E ESQUECER ESSE NEGÓCIO DE QUERER SE DAR BEM SOZINHO E VOTAR NOS COLEGA PRA TODO MUNDO SE DAR BEM IGUALMENTE AO ELEGER O POLICIAL PRA VEREADOR.

4- O POLICIAIL VOTA NO POLICIAL FANFARRÃO.


ESSE É O FAMOSO VOTO TIRIRICA , O POLICIAL VOTA NAQUELE POLICIAL QUE NÃO PARTICIPOU ATIVAMENTE DO MOVIMENTO E NEM SIQUER DEU AS CARAS POR LÁ , OU NAQUELE QUE SÓ ESTÁ VINDO CANDIDATO A VEREADOR PRA FICAR 3 MESES DE BOBEIRA EM CASA. SE A PESSOA NÃO LUTOU POR VOCÊ QUANDO AINDA ERA POLICIAL , NÃO VAI SER DEPOIS DE ELEITO QUE ELE VAI LUTAR !!! LEMBRE-SE DISSO SE TE DER VONTADE DE VOTAR EM QUEM NÃO É DO MOVIMENTO DA PMERJ. QUEM É POR VOCÊ , COLOCOU A CARA PRA SER BATIDA, FOI ,PRESO ,FOI DE ALGUMA FORMA PUNIDO ,ETC...

5- O POLICIAL VOTA CERTO.


ESSE É O POLICIAL QUE TEM CONCIÊNCIA POLÍTICA E SABE RECONHECER QUE PRECISAMOS DE REPRESENTAÇÃO POLÍTICA PARA CONSEGUIRMOS MELHORIAS PARA A PMERJ.
ESSE É O TIPO DE POLICIAL EM QUEM PODEMOS SEMPRE CONFIAR ,PORQUE ELE NÃO VAI NOS DEIXAR NA MÃO QUANDO PRECISARMOS.
ELE RECONHECE O ESFORÇO DAQUELES QUE LUTARAM PELA TROPA E COMO RECOMPENSA ELE VOTA NOS POLICIAIS PARA REPRESENTÁ-LOS NA CÂMARA DE VEREADORES.

VAMOS NOS LEMBRAR DE FAZER DE TUDO PARAA AJUDAR OS POLICIAIS DO MOVIMENTO PELA DIGNIDADE DA PMERJ A SE ELEGEREM VEREADORES , EM CADA CIDADE DO ESTADO TEM 1 POLICIAL QUE VEM REPRESENTANDO O MOVIMENTO DA PMERJ , SALVO NA CAPITAL R.J QUE VEM MAIS DE UM POLICIAL DO MOVIMENTO COMO CANDIDATO.

SEJAMOS GRATOS AOS QUE LUTARAM E CONTINUARÃO A LUTAR POR NÓS.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

NOME DOS CANDIDATOS POLICIAIS INDICADOS PELO S.O.S.

QUEREMOS PEDIR QUE TODOS OS POLICIAIS MILITARES QUE SÃO CANDIDATOS A VEREADOR QUE ESTEJAM NOS ENVIANDO A SUA FOTO DA CAMPANHA , COM O NÚMERO E PARTIDO PARA QUE POSSAMOS PROMOVER NO BLOG.

ENVIEM PARA: sospoliciais@hotmail.com

NÃO ESQUEÇAM DE DIZER A CIDADE QUE ESTÃO CONCORRENDO E O SEU R.G. DA POLICIA MILITAR.

POLICIAIS MILITARES LIBERTAM BEBÊ SEQUESTRADO POR ASSESSOR PARLAMENTAR DA ALERJ




Com o resgate do bebê, neste domingo, veio à tona um trama digna de novela, arquitetada por um dos assessores do presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), o deputado Paulo Melo (PMDB). Altair Ferreira dos Santos, de 48 anos, sequestrou o bebê para criá-lo com a companheira Gessica Paulino Marinho, de 20, que simulou gravidez para herdar R$ 500 mil do pai de criação, o fazendeiro Marcelo Castro, morador de São Paulo.

Altair, que também tinha trabalhado como administrador do Hospital Nossa Senhora Nazareth, em Bacaxá, planejou o sequestro com base em informação da maternidade. Gustavo nasceu às 18h de terça-feira, com 3,8kg e 51 centímetros. Era o alvo.

O bebê nasceu de cesariana e ficou sob observação no hospital até esta quinta-feira. No dia seguinte, Altair colocou o plano em prática, com o auxílio de dois homens armados e encapuzados, que renderam a mãe e tiraram o bebê de suas mãos, na casa dos pais dela. Altair teria dado cobertura à ação, do lado de fora da casa. Um dos bandidos, Anderson, seria chefe do tráfico no Morro do Castro, em São Gonçalo, e tinha dívida de gratidão com Altair. Ele teria sido atendido no hospital há sete meses.

Neste domingo, à tarde, policiais do 25º BPM (Saquarema) checaram denúncia e encontraram a criança numa casa em Bacaxá, com Altair e Gessica. A dupla, que pretendia batizar o bebê com o nome de Artur, foi presa em flagrante, por sequestro, cárcere privado e formação de quadrilha.

- Foi crime que chocou e mobilizou a equipe. Somos pais - disse o delegado Luciano Coelho dos Santos, da 124ª DP (Saquarema).

Depois de recuperarem o filho, a vida do motorista Rodrigo Francisco dos Santos, de 28 anos, e da dona de casa Gabriela Sabino Pereira, de 18, pode voltar ao normal.

- Só quero colocar o sono em dia. Foi um susto tremendo, mas Deus deu a vitória - afirmou Rodrigo.

Sequestrador trabalhava há 20 anos com deputado

Altair trabalhava com o deputado Paulo Melo havia 20 anos. Chegou a ser presidente do centro social do parlamentar e a trabalhar com a mulher de Melo, a prefeita de Saquarema, Franciane Motta. Nos últimos três anos, Altair estava lotado no gabinete de Paulo, como assessor parlamentar, recebendo mais de R$ 2 mil. Suas funções eram as de atender o eleitorado, intermediando, por exemplo, atendimentos médicos.

Nas festas, Altair era invariavelmente o centro das atenções. Todos admiravam seu bom humor. Ultimamente, nos churrascos e encontros, dizia que sua mulher iria ter um filho. Repetia isso nos últimos dias. Como muitos amigos não conheciam sua mulher, acreditavam. Estava obsessivo com isso. Tanto que no hospital, aonde o assessor ia quase diariamente, as pessoas começaram a estranhar o seu comportamento e disseram isso à polícia.

Ele tinha uma dívida de R$ 3 mil com financeiras. Já respondeu na Justiça por lesão corporal, mas o processo foi extinto. Em 2008, foi candidato a vereador em Saquarema, mas recebeu 501 votos. Não se elegeu.


FONTE: Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/dona-de-casa-foram-os-dias-mais-angustiantes-da-minha-vida-5425731.html#ixzz209UpcAeT

PM é preso por envolvimento com milícia em Belford Roxo

PM é preso por envolvimento com milícia em Belford Roxo

Um sargento lotado no 39º BPM (Belford Roxo) foi preso, na noite de sábado, com outros dois homens na localidade conhecida como Vale do Ipê, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O segundo sargento Haroldo Alves da Silva, de 45 anos, e dois homens identificados como Valdene Adolfo de Jesus e Alexsandro Vieira da Silva, ambos de 35, foram presos por policiais da 3ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM) na esquina das Rua Solon com Avenida Pitágoras.

A prisão foi feita após investigação da 3ª DPJM, que concluiu que o PM estava envolvido com um grupo de milicianos que atua na região. Com eles foram apreendidos um revólver calibre 38 com 18 munições, uma pistola 9mm e outra calibre 380, quatro carregadores, 64 munições, além de um caderno com anotações e dinheiro. O policial está preso na Unidade Prisional da PM e será submetido ao Conselho de Disciplina. O caso foi registrado na 54ª DP (Belford Roxo).