terça-feira, 5 de junho de 2012

PMERJ VAI CONSTRUIR HOSPITAL EM FAVELA.

PM vai construir hospital com 400 leitos no Complexo da Maré


POR Alessandra Horto


Rio - Em meio a polêmica da suspensão do desconto no contracheque de policiais militares e bombeiros para o Fundo de Saúde, a PM anunciou ontem para a Coluna que vai construir, no primeiro semestre de 2013, um novo hospital da corporação no Complexo da Maré. A unidade vai oferecer 400 leitos destinados ao setor de ortopedia, um dos serviços mais procurados pelos policiais militares. As obras já foram orçadas, licitadas e aprovadas.

Após reportagens de O DIA sobre a conquista de militares na Justiça relativa à suspensão do desconto, a Coluna recebeu denúncias de leitores que não conseguiram atendimento nos hospitais da PM porque não contribuíram mais para o fundo.

A Polícia Militar explicou em nota que os militares contemplados pelas decisões deixam de ser atendidos, com exceção dos atos em serviço, quando são obrigatoriamente atendidos. E completou que “a Diretoria Geral de Saúde, no entanto, tem recebido todos os dias pedidos de policiais que querem voltar a descontar, para poderem usufruir do sistema da corporação”. Segundo a PM, o Fundo de Saúde é destinado à infraestrutura e à manutenção das unidades.

Depende da decisão

O Corpo de Bombeiros informou que acata a decisão da Justiça para o atendimento no Hospital Central Aristarcho Pessoa. Isso ocorre porque há decisões que mandam suspender o desconto e manter o atendimento médico e outras que suspendem os dois.

A que se destina

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros do Rio informaram que os recursos dos fundos de cada corporação são destinados à manutenção do sistema de saúde, além da infraestrutura.

Arrecadação mensal

Segundo o Corpo de Bombeiros, o valor arrecadado mensalmente para o Fundo de Saúde da corporação é de cerca de R$ 1,75 milhão por mês. A PM não divulgou os valores.

Aplicação de recursos

De acordo com a PM, a aplicação dos recursos cabe ao Fuspom ( Fundo de Saúde da PM). Nos Bombeiros, ocorre de acordo com as premissas do comando-geral e diante das demandas apresentadas. A verba depende de procedimentos licitatórios para ser gasta.

Pediatra em Niterói

Em nota, a PM explicou denúncia de leitor sobre a ausência de pediatra na noite do último dia 28, no hospital da corporação de Niterói: “Lá não há demanda que justifique o plantão pediátrico”.

Inconstitucional

Para o advogado Carlos Henrique Jund, a falta de atendimento nos hospital fere a Constituição Federal, já que todo o cidadão tem direito ao atendimento na área da Saúde.

FONTE:http://odia.ig.com.br/portal/economia/pm-vai-construir-hospital-com-400-leitos-no-complexo-da-mar%C3%A9-1.448796

===

SERÁ QUE NÃO É MUITO MAIS FÁCIL CONCEDER UM PALNO DE SAÚDE AOS POLICIAIS? AO INVÉS DISSO ELES VÃO CONSTRUIR MAIS UM HPM DA VIDA !

Nenhum comentário:

Postar um comentário