segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Tiroteio na delegacia de Itatiaia deixa dois mortos e um ferido.

Itatiaia

O falso policial Luiz Antônio de Oliveira, de 43 anos, que foi morto durante uma troca de tiros com policiais dentro da 99ª Delegacia de Polícia já cumpriu pena por homicídio. Ele foi morto, por volta das 23h, de ontem (16) após atirar e matar o policial militar Devid Shan, que era lotado no 37º Batalhão da PM (Resende), e balear o policial civil Hermes Barcelos, de 32 anos.
Durante a troca de tiros no setor de atendimento da delegacia de Itatiaia, a PM Luciana e o policial civil Wellington conseguiram atirar em Luiz Antônio, que morreu na hora. O PM Devid Shan também morreu no local.
Já Hermes Barcelos, que  chegou a atirar no suspeito, se encontra internado em estado grave no Hospital de Emergência de Resende. Ele foi baleado no pescoço, a bala alojou em sua coluna cervical. O policial civil corre o risco de ficar paraplégico.
O caso está sendo investigado pelo delegado da 99ª DP, Vicente Maximiliano, e pelo
comandante do 37º BPM, tenente-coronel Rogério Figueiredo de Lacerda.
O inspetor de polícia Augusto contou que no fim da noite, os policiais militares Devid e Luciana levaram a delegacia, o motorista do ônibus da Viação Resendense e três passageiros. O coletivo foi interceptado por Luiz Antônio, que dirigia um Opala, no bairro Campo Alegre.
O falso policial desceu do carro e passou a atirar em direção ao ônibus, mas não conseguiu atingir ninguém. Segundo Augusto, quando as vítimas estavam registrando a ocorrência, Luiz Antônio chegou na delegacia alegando que era policial civil.
Ele entregar um revólver calibre 38, mas de repente sacou um outro revólver também de calibre 38, das costas.
- Ele atirou e matou primeiro o PM Devid, depois o policial civil Hermes, que estava no plantão da DP, atirou nele. Mesmo baleado, Luiz Antônio conseguiu atirar no inspetor. O policial civil e a PM Luciana conseguiram atirar no ex-presidiário que foi atingido por sete tiros e morreu na hora - disse Augusto.
O policial lembrou que estava jantando no 2º pavimento da delegacia quando escutou os tiros. Em seguida, apareceu a PM Luciana desesperada informando que um homem tinha matado muitas pessoas no setor de atendimento da delegacia.
- Liguei para o delegado e pedi reforço policial. O motorista do ônibus e os passageiros que iam prestar depoimento saíram correndo da DP durante o tiroteio - disse Augusto.


Leia mais: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/5,66933,Tiroteio-na-delegacia-de-Itatiaia-deixa-dois-mortos-e-um-ferido.html#ixzz2FJbM5T00

Nenhum comentário:

Postar um comentário