quinta-feira, 4 de abril de 2013

DEMOLIÇÃO DO QG DA PMERJ.

A demolição do Quartel-General da Polícia Militar deve ser iniciada em agosto. No dia 11, a corporação vai terminar a desocupação do prédio histórico da Rua Evaristo da Veiga, com a saída do último setor da administração. O primeiro departamento administrativo da PM a deixar o local sairá em 17 de maio. De acordo com o cronograma, o processo de demolição deve demorar 90 dias. Segundo a Polícia Militar, o cronograma de mudança pode sofrer alterações. um dos motivos é a escolha da empresa que fará a mudança para o novo prédio, da Uerj. A transferência depende, também, da reforma que será realizada do 8º ao 12º andar do edifício, que fica na Rua Fonseca Teles. A corporação justificou a escolha do prédio da Uerj dizendo que não há outro prédio, na região central do Rio, que possa abrigar todos os órgãos da administração do comando. “É inviável ter a administração espalhada por vários locais, principalmente em um momento importante, com vários eventos prestes a ocorrer na cidade”. Esta semana, o EXTRA entrou no prédio onde funcionará o novo QG da PM. No local, no há mais câmeras de segurança, as infiltrações escorrem pelos andares e o cheiro de urina é acentuado. Em todos os cinco pavimentos seguintes, há enormes buracos no teto, reboco caindo, fios aparentes. Lixo e entulho se acumulam pelas salas. Pelas janelas quebradas, entram pombos. Num dos corredores, há uma ave morta no chão. — Não havia outro espaço para nos abrigar enquanto a nova sede, no Batalhão de Choque, não fica pronta. Precisamos ficar juntos por causa dos grandes eventos e também economizar verba para investir. A mudança para lá é temporária — explicou o comandante-geral da PM, coronel Erir Ribeiro Costa Filho. O comandante contou que as chaves do prédio devem ser pegas hoje com o reitor da Uerj, proprietária do edifício. A partir de então, a obra deve de reforma dos pavimentos deve ser tocada. Leia, na íntegra, a nota da PM sobre a demolição: “A data da demolição do QG, a ser realizada pela Empresa de Obras Públicas (Emop), depende da mudança da corporação para o prédio da Uerj. A previsão é de que a demolição leve até 90 dias e só comece depois que o último setor tiver saído. Os primeiros setores do QG a ocupar o novo prédio serão transferidos no dia 17 de maio. A previsão é de que o último setor saia da Rua Evaristo da Veiga no dia 11 de agosto. “Estas são apenas previsões, já o agendamento em definitivo ainda depende de outras ações, como a escolha da empresa especializada em mudanças, as reformas do 8º ao 12º andar e novas conversas com a Uerj. “A escolha do prédio da Rua Fonseca Teles se deu em conta de não existir nenhum outro predio na região central do Rio de Janeiro que pudesse abrigar todos os órgãos administrativos do Comando. É inviável ter a administração espalhada por vários locais, principalmente em um momento importante, com vários eventos prestes a ocorrer na cidade”. Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/demolicao-do-qg-da-policia-militar-comecara-em-agosto-8020152.html#ixzz2PV04Siep

Nenhum comentário:

Postar um comentário