sábado, 11 de maio de 2013

CORONEL ERIR RIBEIRO CMT DA PM DEFENDE A PMERJ EM BRASÍLIA DIANTE DE POLÍTICOS.



Nós do SOS Policiais sempre estaremos do lado da corporação e de nossos Policiais Militares , independente de sua patente e não podemos deixar de elogiar a atitude do nosso comandante Coronel Erir Ribeiro que no dia 7 de maio de 2013 defendeu a nossa bicentenária corporação em Brasília diante de alguns políticos que tentaram de todas as formas denegrir a imagem da PMERJ.


Isso nos enche de orgulho , saber que nosso comandante e representante da nossa corporação, não se dobrou diante de pressões políticas e manteve a cabeça erguida.

Fonte:  EXTRA.GLOBO

PALAVRAS CORONEL ERIR RIBEIRO:

Na frente de cerca de 20 parlamentares, o Comandante da Polícia Militar responsabilizou diretamente os políticos pela situação a que a corporação chegou. Em um pronunciamento emocionado, disse que muitas vezes os próprios policiais pediam para comandantes serem retirados, mas não conseguiam.
- A minha instituição sempre foi usada. Tivemos uma fase em que pedimos para tirar o comandante e não pudemos tirar. Hoje a culpa é institucional. Nós sabemos tudo o que acontece, principalmente os políticos. Mas depois a culpa é da instituição das mazelas que jogaram nas nossas costas. O que estamos fazendo hoje: corregedoria forte, graças a Deus quem comanda a PM hoje sou eu. Agora, peço sempre aos nossos parlamentares: nunca esqueçam o que alguns fizeram com a minha instituição. Foi um mal muito grande e hoje estamos lutando para reconstruir. Nunca tive amnésia na minha vida, mas tem alguns que tem. Esquecem, mas eu não esqueço. Espero que nunca deixem de lembrar o passado, no presente temos de corrigir - afirmou Costa Filho.

 O comandante da PM do Rio, coronel Erir Costa Filho, acusou o deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) de tentar comprá-lo na época do governo Rosinha. A afirmação foi feita durante audiência pública na Câmara dos Deputados.
— O coronel Erir disse que não tem amnésia. Ele mantém as afirmações que ele fez a mim de que Chiquinho da Mangueira era integrante do tráfico da Mangueira? — perguntou Garotinho.



— O senhor vai ver que não tenho amnésia. Quando fui ao seu gabinete, o senhor tremeu. Não falei que ele era traficante. Falei que ele foi ao meu gabinete pedir para não fazer operação na Mangueira, por estar sendo ameaçado por traficantes. Eu disse a ele "Quero que o senhor se dane". O senhor quis me comprar oferecendo o comando do Batalhão Rodoviário e dando tudo que eu pedisse para me calar. O senhor não fez isso? — devolveu Erir.
— Não — respondeu Garotinho, no ato.
— Então, o senhor tem amnésia — rebateu Erir.


Com o rosto vermelho, o secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, encarou Garotinho no momento da frase do coronel Erir. O deputado negou a acusação do comandante.
Procurado, o deputado Chiquinho da Mangueira não retornou às ligações.
A audiência pública foi requerida pelo deputado Alessandro Molon (PT-RJ), para discutir o combate à corrupção policial no Rio, após o EXTRA publicar dados da Pesquisa Nacional de Vitimização. O levantamento mostrou que a PM do Rio é a mais corrupta do país, concentrando 30,2% dos achacados por PMs. O comandante da PM afirmou que até hoje não teve acesso à prévia da Pesquisa Nacional de Vitimização, por isso não a comentaria.



Beltrame afirmou que 1.580 policiais civis e militares foram expulsos por desvio de conduta entre 2007 a março de 2013. O deputado Alessandro Molon (PT-RJ) perguntou quantos desses eram oficiais ou delegados. Beltrame não respondeu.



Em resposta a Otávio Leite (PSDB-RJ), o secretário de Segurança afirmou que o Rio não acompanha os policiais após a expulsão. Em abril, em entrevista ao EXTRA, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, defendeu o controle desses policiais para evitar que os expulsos se tornem milicianos. Leite afirmou que apresentará nesta quarta-feira na Câmara projeto para tornar o acompanhamento obrigatório.





BELTRAME DEFENDE EM BRASÍLIA MUDANÇAS NA LEI DE MAIORIDADE PENAL.






BRASÍLIA - O secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, defendeu nesta terça-feira uma alteração na legislação penal que atinge menores de idade. Horas depois da prisão do jovem de 16 anos que estuprou uma mulher em um ônibus do Rio, o secretário disse que não é cumprido o "caráter exemplar da lei" e que há uma "infantilização" dos jovens quando eles cometem crimes. O secretário não deixou claro, no entanto, se é a favor da redução da maioridade penal:
Se nós temos um elemento, seja menor ou maior (de idade), que está cometendo algum tipo de crime essa pessoa tem que ser retirada do seio da sociedade. Essa pessoa tem que sofrer o que a lei estabelece. Nós precisamos recuperar o caráter exemplar da lei. Um jovem hoje tem condições de fazer negócios, contratos... 


Aí, no momento em que ele comete um crime ele é infantilizado. Essa é uma questão que está um pouco desgastada e que há de se discutir- justificou.
Beltrame foi a Brasília acompanhado da chefe da Polícia Civil, Martha Rocha, e do comandante da Polícia Militar, coronel Erir Ribeiro Costa Filho. A cúpula da segurança apresentou os principais resultados obtidos no estado e reagiram às críticas que atingem o setor.


 A reunião foi convocada depois da revelação de uma pesquisa feita pelo Ministério da Justiça e pelas Nações Unidas na qual o Rio de Janeiro figurou como o estado com a Polícia Militar mais corrupta do país.
- Há corrupção sim, mas hoje a instituição pública do país que mais corta na carne e apresenta resultado é a polícia do Rio de Janeiro. Você vê como estão as coisas, essa polícia com esse tipo de problemas é a mesma que está apresentando um Rio de Janeiro diferente. A corrupção é fruto do meio. Temos gente muito bem estudada, com muita influencia e que não para de roubar - reagiu Beltrame.

=======================


Temos que elogiar a atuação do CMT Geral da PMERJ e seu esforço em melhorar as condições de trabalho dos Policias Militares , porém sabemos que ainda temos um longo caminha a percorrer na intenção de dar mais dignidade aos companheiros.

Queremos convocar todos os Policiais Militares do Estado do RJ que venhamos a defender a nossa corporação desses tipos de ataques , primeiro lançaram uma pesquisa dizendo que a PMERJ é a policia mais corrupta do Brasil, depois colocam em xeque a operação da Policia Civil do RJ que acabou com o império do Matemático" traficante". Parece que estamos diante de uma campanha para desmoralizar as duas instituições policiais e não podemos permitir que isso aconteça.

Essa é a pagina do Coronel Eiri Ribeiro no facebook http://www.facebook.com/erirfilho  , queremos pedir a todos os Policiais Militares , Civis , admiradores,amigos ,amigas e familiares de Policiais , que elogiem a conduta do nosso comandante Geral diante daqueles que tentaram denegrir a imagem da nossa corporação.

Isso será uma declaração de apoio da tropa ao comandante diante da pressão disproporcional que a mídia vem fazendo em cima da PMERJ e da Policia Civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário