terça-feira, 28 de maio de 2013

O CABO DA PM DO RIO DE JANEIRO QUE TODA TROPA GOSTARIA DE VER COMO DEPUTADO NA ALERJ.

Gravem bem esse nome : ALONSIMAR

História.

Primeiramente vamos contar um pouco da história desse cabo da PM que esta dando o que falar em Campos e já preocupa alguns setores do Comando da PM e do Governo. O Cabo Alonsimar  de oliveira Pessanha nascido no dia 7 de junho de 1975  em Campos dos Goytacazes, sempre se destacou na vida política de Campos como o policial que sempre defendeu com unhas e dentes a corporação e seus componentes das injustiças e mazelas do Governo.



Em 2008 o Cabo alonsimar se candidatou ao cargo de vereador pela cidade de Campos , porém não obteve sucesso em sua empreitada , mas a população campista ganhou um nome de peso que servisse de opção para as próximas eleições "2012" o que acabou se confirmando nas urnas.

A Prisão


Reconhecido em todos os batalhões do estado do Rio de Janeiro como uma das lideranças estaduais, isso lhe custou uma prisão arbitrária no presídio de segurança máxima Bangu 1 , onde ao lado dos outros citado líderes , sofreu durante dias no cárcere por uma justa causa para toda uma categoria policial.




Vereador

O Cabo PM Alonsimar enfatizou que como policial militar pagou um preço caro por se manifestar por melhores condições para a categoria, chegando até ser preso. “Como vereador, terei liberdade para me para me expressar e vou ocupar a tribuna sempre que for necessário”.
 No ano passado, ele foi uma das principais lideranças do movimento de reivindicação dos bombeiros-militares, chegando a ser detido por alguns dias durante a greve da categoria. Alonsimar, que era considerado foragido da justiça, se entregou no dia 13 de fevereiro de 2012.


A Câmara Municipal de Campos será representada por mais um policial militar. Além dos vereadores eleitos e agentes militares Gil Viana (PR) e Genásio (PSC), o legislativo teve como novidade a posse do primeiro suplente Alonsimar de Oliveira Pessanha (PTC), que tomou posse nesta quinta-feira (24/01), às 16h, no gabinete do presidente Edson Batista (PTB). A solenidade foi bem simples e contou com presenças de autoridades públicas, políticas e militares.
Alonsimar, que obteve 2.019 votos na última eleição, veio para ocupar a cadeira deixada pelo vereador eleito Oséias Azeredo Martins (PTC), que saiu porque foi nomeado para ocupar a pasta na Secretaria Municipal de Trabalho e Renda. Esta foi a primeira mudança dentro da reforma administrativa que a prefeita reeleita Rosinha Garotinho (PR) fez em seu pleito.
Alonsimar construiu sua trajetória na militância dos movimentos sociais. Na Câmara, o vereador se compromete a dar continuidade ao trabalho que desenvolveu como uma das lideranças do movimento de reivindicação por melhorias das condições de trabalho dos policiais militares e também foi uma das lideranças do estudantil, na Federação dos Estudantes de Campos (FEC).
“Minha luta tem origem nos movimentos populares. Como líder do movimento estudantil, obtivemos importantes conquistas como a Lei do Passe Livre e a que dá direito ao estudante pagar meia entrada nos eventos esportivos e culturais do município. Mas, o fator determinante que permitiu minha votação e me trouxe até a Câmara foi a atuação que tive no movimento de reivindicação em prol de melhores salários e condições de trabalho para os policiais militares”, disse o vereador em seu discurso de posse.
  Fonte: Ururau




A luta pela classe policial.


A Câmara Municipal de Campos realiza nesta quinta-feira, às 10h, uma Sessão Solene em homenagem a policiais militares mortos na área do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM). A indicação legislativa é do vereador Cabo Alonsimar, do PTC, que participou do Folha no Ar desta quarta-feira. Desde a criação da Galeria dos Heróis no 8º BPM, em 1984, já são 10 policiais mortos em serviço, o último deles é meu o irmão, o Cabo Renato Rangel da Mota Júnior, morto em 2006.

A sessão, segundo o vereador, vai homenagear não só policiais mortos, entregando placas e diplomas aos familiares, mas também os policiais que estavam nas respectivas ocorrências que resultaram nas mortes. Além dos vereadores, várias autoridades da área de segurança e dos movimentos SOS Bombeiros e SOS PMERJ vão participar do evento.

— A Câmara é a Casa do Povo e, por isso, toda população está convidada a participar dessa Sessão Solene, que é uma demonstração do reconhecimento público para com os familiares destes policiais, que perderam suas vidas no trabalho policial pela defesa da sociedade — destacou o vereador Alonsimar.

Fonte. Folha da Manha - Folha no Ar




Recebendo uma homenagem na câmara municipal do Rio de Janeiro.



Visitando Dpos e cabines da área do 8°BPM e 32°BPM para verificar as condições de trabalho dos policiais.



Defendendo a população de Campos.

Dia 16 de Abril de 2013 por Saulo Pessanha.

Na sessão plenária de hoje, na Câmara Municipal de Campos, em que um dos assuntos dominantes foi a qualidade, considerada péssima, dos serviços prestados à população pela Águas do Paraíba, o vereador Cabo Alonsimar (PTC) fez um alerta. Caso a concessionária não faça a contrapartida de atender bem, pelo que recebe dos consumidores, ele poderá fazer uma campanha para a que a população não pague as suas contas. “Vamos fazer um boicote. Ninguém paga as contas à Águas do Paraíba”. Alonsimar citou que quando um trabalhador atrasa, por um motivo ou por outro, no pagamento da conta, a Águas do Paraíba corta o fornecimento da água, “sem se importar a razão pela qual não foi feito o pagamento”.

Na sessão plenária de hoje, na Câmara Municipal de Campos, em que um dos assuntos dominantes foi a qualidade, considerada péssima, dos serviços prestados à população pela Águas do Paraíba, o vereador Cabo Alonsimar (PTC) fez um alerta.
Caso a concessionária não faça a contrapartida de atender bem, pelo que recebe dos consumidores, ele poderá fazer uma campanha para a que a população não pague as suas contas. “Vamos fazer um boicote. Ninguém paga contas da Águas do Paraíba”.
Alonsimar citou que quando um trabalhador se atrasa, por um motivo ou por outro, no pagamento da conta, a Águas do Paraíba corta o fornecimento, “sem se importar a razão pelo qual não foi quitado o débito”.
Segundo Alonsimar, a Águas do Paraíba não abre mão de receber as suas contas em dia, mas não oferece eficiência. “Não é possível no Parque Eldorado, que possui água encanada, estar com moradores comprando bomba para jogar água na caixa”.



 Uma liderança no Partido.



liderança na PMERJ.



CONCLUSÃO

Uma coisa é certa e não tem como negar , se a tropa realmente se unir em torno do nome do Alonsimar pra candidato a uma vaga em 2014 na Alerj , nós podemos ter certeza que uma grande revolução haverá na policia Militar nunca nates vista desde a sua fundação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário