quinta-feira, 30 de abril de 2015

Caiu o comandante da PM do cerco à Assembleia do Paraná. Só falta sair o governador Beto Richa


O coronel Chehade Elias Geha foi destituído das operações que resultaram no cerco ao Centro Cívico, em Curitiba, e que ontem (28) culminaram no confronto com professores. Só falta cair o governador Beto Richa (PSDB), quem ordenou o massacre aos educadores.

Na tarde de hoje, uma comissão de cinco senadores da República desembarcam em Curitiba para acompanhar, em missão oficial, a crise e a violência contra servidores públicos. Há quem defenda intervenção federal para garantir a integridade dos paranaenses.

A Assembleia vota nesta tarde, em regime de urgência, projeto que confisca a poupança previdenciária de 200 mil servidores públicos do estado.



LEIA: Confronto entre PM e professores no PR deixa cerca de 200 feridos

Nenhum comentário:

Postar um comentário