quarta-feira, 1 de abril de 2015

Força-tarefa da PM com DH da Baixada para reduzir assassinatos na região

Operações começarão assim que for consolidada a ocupação da Maré, que era responsabilidade das Forças Armadas


Rio - A PM articula com a Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense a criação de uma força-tarefa para diminuir o número de assassinatos na região, que concentra 22% da população do estado. Em fevereiro, foram registrados na Baixada 122 homicídios dolosos, 37% dos ocorridos no Rio de Janeiro.

Chefe do Estado-Maior da PM, o coronel Robson Rodrigues diz que as operações serão iniciadas depois que for consolidada a ocupação da Maré, que estava, até ontem, sob a responsabilidade das Forças Armadas.

Tomara que caia
A taxa de homicídios de março deverá ser inferior à de fevereiro. Os dados ainda estão sendo informados e tabulados.

Longe das UPPs
Estatísticas oficiais revelam que a queda de homicídios registrada em fevereiro (de 32,8% em relação ao mesmo mês de 2014) foi maior em áreas que não têm UPPs: no Interior, a redução chegou a 40%.

A origem das balas
A Secretaria de Segurança vai criar grupo para estudar como bandidos têm acesso a tanta munição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário