domingo, 26 de abril de 2015

PM CORTA HORAS EXTRAS


Trabalho remunerado para agentes em dias de folga cai 60%: são menos 930 vagas 

A Polícia Militar divulgou uma redução de 60% no número de agentes que poderiam atuar no Regime Adicional de Serviço (RAS), o trabalho remunerado dos PMs nos dias em que eles estão de folga. São 930 vagas a menos. No ano em todo o estado. "O policiamento está sendo distribuído para ser mais eficaz e ter mais qualidade. Entre os critérios analisados, estão as vagas que ficavam em aberto, não sendo preenchidas", diz a nota. 
Entre os batalhões que não terão mais homens trabalhando em hora extra estão o 6º BPM (Tijuca) e o 16º BPM (Olaria). Além desses, o 8º BPM (Campos dos Goytacazes) e o 36º BPM (Santo Antônio de Pádua)  também não trabalharão mais em RAS.
passado, 1.550 policiais ganhavam para trabalhar em hora extra, reforçando o patrulhamento em determinadas áreas. Agora, são apenas 620. 
De acordo com o Comando Geral da PM, a redução não diminuirá o policiamento nas ruas. Na corporação, no entanto, muitos ainda não entendem a mudança. 
— Não nos deram motivos para isso acontecer. Estamos muito desmotivados, pois essa era uma forma lícita de ganhar dinheiro extra — reclamou um policial, que não quis se identificar. 
Autoridades da PM comunicaram que a medida foi tomada com base num estudo que visa redimensionar o efetivo 
 Nas UPPs, há 60 vagas para policiais que queiram trabalhar nas folgas. Os que contarão com maior efetivo em RAS são o 7º BPM (São Gonçalo) e o 20º BPM (Mesquita), com 30 homens cada. 

FÉRIAS SERÃO SUSPENSAS 
Após o prefeito Eduardo Paes anunciar, na sexta-feira, que os servidores públicos municipais terão folgas compradas durantes as Olimpíadas, a PM também divulgou o planeamento para os jogos de 2016, e ele não inclui o pagamento de horas extras. 
"Na Copa e em todos outros grandes eventos, os policiais não têm férias vendidas. Elas são interrompidas, e posteriormente terão continuidade", explicaram as autoridades da corporação, em nota.


3 comentários:

  1. Enquanto nos batalhoes o ras voluntario é cortado, nas upps o ras obrigatorio continua a todi vapor , pra lascar com a vida do pm.

    ResponderExcluir
  2. Exatamente ! Corta de quem precisa e obriga quem não quer... ôooooooo poliça!

    ResponderExcluir
  3. bom....acho é bem feito..quem mandou não ombrear com os bombeiros militares? Ficaram do lado do Cabral, nao cruzaram os braços e ainda deram porrada tiro e bomba em cima do bravos herois do fogo...agora toma q é de graça.....vamos ver se dessa vez vcs tomam atitude!

    ResponderExcluir