segunda-feira, 29 de junho de 2015

Crise afeta até rancho do Bope


A crise financeira do governo do Rio de Janeiro atingiu até o rancho dos quartéis da Polícia Militar. No Bope – batalhão de elite eternizado nos filmes Tropa de Elite – houve um corte radical na distribuição de alimentos. A tropa, formada por um contingente de 550 pessoas, costumava consumir cerca de 120 quilos de peixe por semana. Agora tem de conviver com apenas 30 quilos. Vários legumes e verduras também sumiram do cardápio. Os “caveiras” estão famintos.

3 comentários:

  1. 120 kg de peixe?
    Aqui na minha OPM a carne de monstro reveza com a carne moída.
    Como diria o ditado, "pexe é pexe"

    ResponderExcluir
  2. Economizaria muito se ao invés de ter rancho, cada policial tivesse os valores referentes a alimentação na conta.

    Assim evitariam os "religiosos do quartel" que nas compras sempre levam "um terço".

    ResponderExcluir
  3. Não é só no Bope não, o 32ºBPM desde que o novo CMT assumiu, estamos sem café da manhã, uma fez fui tomar café e só tinha café ruim com manteiga, e até hoje os praças que compram os pães e algo mais.

    ResponderExcluir