sexta-feira, 18 de setembro de 2015

A quem interessa essa sórdida e permanente campanha de desmoralização do deputado Cabo Daciolo?


DIREITO DE RESPOTA:

A Swell Home Office é um Empresa da minha família, fundada em 2009, especializada em Tecnologia da Informação e em Segurança Pública.

Desde 2011 a Swell aparece no site SOSBOMBEIROS, o original, pelo fato de ser um dos fornecedores de conteúdo do site.
Desde 2012 a Empresa vem trabalhando com o Cabo Daciolo, desde que este era um excluído da Corporação. Passamos por longos períodos sem recurso algum, mas sempre oferecemos o suporte em internet e na geração de conteúdos, até a posse do Deputado Cabo Daciolo.
Depois de eleito, havia a possibilidade do Cabo Daciolo contratar uma empresa de Tecnologia da Informação, e como nós já fazíamos este trabalho desde 2012, foi subconseqüente a contratação do Mandato aos serviços da Swell Home Office.
A Empresa aparece no site transparência da Câmara Federal, está totalmente legalizada e cumpridora dos seus deveres fiscais.
A notícia publicada pelo jornalista sensacionalista, famoso pelo caso do Senador Romário, não trouxe nenhuma novidade, nenhuma ilegalidade, nenhuma imoralidade, já que os preços praticados são de acordo com o mercado de internet.
Fica aqui o meu questionamento: o alvo é a empresa, sou eu, ou o mandato do Cabo Daciolo?
Cláudio Vinicius -  Sargento BM



2 comentários:

  1. 1- A Nota contem, algumas erronias como no caso do Senado DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Romário. naquele caso, quem assina a matéria são os repórteres da revista Veja Thiago Prado e Leslie Leitão. E não o Jornalista Lauro Jardim. Como afirma a nota. da Swell Home Office.
    2- A estrutura da Revista veja Assim e composta. Diretor de redação Eurípedes Alcântara. Redatores-chefes Lauro Jardim, Fábio Altman, Policarpo Junior e Thaís Oyama.
    3- No caso em comento, temos que dividir entre opinião e discriminação. Mas, 70 mil reais, para cuidar de rede social chega a ser uma tapa na cara dos militarizados estaduais. Lógico, que todo trabalho, tem que ter uma contraprestação. Mais nesse caso um valor absurdo, com o país em crise, servidores sem aumento salarial, coloca o deputado federal, eleito pelos militarizados do RJ, na mesma esteira dos outros pândego e fanfarrões, que visitam aquela casa legislativa, para cuidar dos seus interesses privados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Swell Home Office ( Sgt.Claudinho de Niteroi) recebe R$ 15.000, 00 para administrar páginas na rede social, e que não vem tendo nenhuma publicação Edival Anchieta!
      A última foi em 16 de julho!
      Dinheiro mole, o seu, o meu, o nosso dinheiro.

      Excluir