sábado, 19 de setembro de 2015

ATO PELA DIGNIDADE DAS PENSIONISTAS DE POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES DO RIO DE JANEIRO


Para tentar ajustar as contas, o governo do estado enviou à Assembleia Legislativa um projeto de lei para enxugar os gastos. Uma das alterações afeta diretamente o pagamento das pensões por morte, segundo o que já fez o governo federal em junho deste ano.
Se as mudanças forem aprovadas, a pensão vitalícia, só será paga se a companheira ou companheiro do servidor morto tiver pelo menos 44 anos de idade. O benefício passaria a ser pago de acordo com a expectativa de vida. Uma pessoa de até 22 anos de idade, por exemplo, receberia a pensão somente por 3 anos. E só teria direito quem tivesse no mínimo dois anos de casamento ou união estável.
Se aprovado pela ALERJ, o projeto que muda as regras paras pensões só vai valer pra quem for pedir o benefício, não afeta quem já é pensionista.

PARTICIPE DO EVENTO 

ATENÇÃO POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, REPASSEM AO MÁXIMO POSSÍVEL!!!

O projeto de lei 833/2015 será apresentado na ALERJ nessa Quinta – Feira, dia 24/09/2015, às 15:00 horas, esse projeto altera as regras do RIO PREVIDÊNCIA de forma que as futuras pensionistas, que tiverem menos de 44 anos, não tenham mais direito a pensão vitalícia, igualando o RIO PREVIDÊNCIA ao INSS nesse quesito.

Senhores, dificilmente uma pessoa que dependia totalmente do esposo/esposa militar terá condições de entrar no mercado de trabalho, por exemplo, com 43 anos de idade, sendo então tal projeto de lei DESUMANO.

Somente com LUTA o projeto 833/2015 de autoria do poder executivo não será aprovado, por isso Quinta – Feira, dia 24/09/2015, a partir das 09:00 horas da manhã faremos um ato público pacífico em frente a ALERJ e procuraremos TODOS os Deputados, para que ouçam nossa reivindicação e digam NÃO ao projeto de lei 833/15.

Por isso VOCÊ, Policial e Bombeiro Militar de toda a parte do Estado do Rio de Janeiro, compareça à ALERJ e demonstre sua insatisfação.
Sua atitude de hoje irá refletir na dignidade da sua família amanhã, NÃO VAMOS PAGAR A CONTA DE UMA CRISE QUE NÃO CRIAMOS.
JUNTOS SOMOS FORTES E NEM UM PASSO DAREMOS ATRÁS, DEUS ESTÁ NO CONTROLE!!!

Um comentário:

  1. Estagiário da PMERJ vai ganhar mais que um soldado. Esta é a decadência das corporações nas mãos de políticos que fazem do sistema Brasileiro cabide de emprego e reinados particulares.

    ResponderExcluir