segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Guardas Municipais punidos por reivindicarem melhorias tentam reverter punição


Os agentes da Guarda Municipal do Rio (GM-Rio) que foram punidos por reivindicarem melhorias, como salários e segurança, estão sendo defendidos pelo Sindicato dos Servidores Públicos do Município do Rio de Janeiro (Sisep-Rio). O diretor jurídico do Sisep-Rio, Frederico Sanches, diz que, se preciso, irá à Justiça para reverter as punições.
"Ninguém pode ser punido se não tem os instrumentos necessários de trabalho", afirmou Sanches, que dará assistência jurídica ao lado da advogada Vanessa Palomanes nos Tribunais. Alguns agentes foram punidos com 16 a 90 dias, apesar dos julgamentos dos atos administrativos não terem terminado.

No final de janeiro de 2014 os guardas em período probatório não foram para as ruas por falta de segurança e foram considerados inaptos. Agora levaram suspensão. De acordo com o Sisep-Rio, a punição se deu porque o atual Inspetor Geral era o Diretor de Operações da época, e se sentiu afrontado por não conseguir colocar os GMs na rua. "Ocorre que os GMs não foram para a rua com medo, pois apanharam e muito dias antes", disse Frederico Sanches. 

"Estamos defendendo os servidores, e se não mudarmos a decisão administrativa iremos defendê-los judicialmente contra esses atos truculentos que são as punições. Vemos necessário que a GM-Rio pare de punir os guardas que reivindicaram por melhorias salariais e segurança como fizeram com centenas de guardas", acrescenta o diretor jurídico do Sisep-Rio.

Um comentário: