sábado, 19 de dezembro de 2015

PMs presos por desviar fundo da saúde são recebidos com revolta no BEP

A noite desta sexta-feira foi de revolta no antigo Batalhão Especial Prisional (BEP). Policiais presos na unidade receberam com indignação os oficiais acusados de desviar R$ 16 milhões do Fundo de Saúde da Polícia Militar (Fuspom). Os gritos de "Ei ladão, cadê o meu Fuspom",  provocaram a rápida decisão dos advogados do ex-chefe do Estado-Maior, coronel Ricardo Pacheco e o coronel Kleber dos Santos Martins de tentar tirá-los do BEP, em pedido ao comandante da PM, Alberto Pinheiro Neto. O advogado de Pacheco alegou problemas no coração e o de Martins pediu que seu cliente fosse transferido para unidade comandada por um coronel da PM, como, por exemplo, o Batalhão de Choque. 


Vídeo: Presos são recebidos com revolta no BEP

Nenhum comentário:

Postar um comentário