quinta-feira, 10 de março de 2016

POLICIAL MILITAR DIZ QUE NÃO TEM DINHEIRO PARA IR TRABALHAR

Um policial militar do 6º BPM (Tijuca) encaminhou ontem, ao Pelotão de Comando e Serviço do batalhão, um ofício em que comunicava estar impossibilitado de ir trabalhar por conta do adiamento do pagamento dos servidores estaduais. No texto, o subtenente dizia ter dois filhos — "os quais possuem gastos com escola, alimentação e saúde" — e explicava que não tinha condições financeiras de arcar com o combustível para se deslocar de Piedade, onde mora, até a unidade na qual está lotado. 
O PM afirmava ainda que, caso houvesse "condições de deslocar uma viatura", ele estaria à disposição do comandante. Anexadas ao ofício, foram remetidas cópias do extrato bancário e do cartão do banco usado pelo subtenente. 
Ontem, o policial ainda trabalhou normalmente no 6º BPM. Procurada, a PM informou, por nota, que o comando do batalhão "deverá adotar medidas cabíveis no caso de o policial faltar ao serviço, levando em consideração as circunstâncias do fato". 


Nenhum comentário:

Postar um comentário