quinta-feira, 14 de abril de 2016

Deputados entram com pedido na Alerj para a abertura da CPI do Rioprevidência


A falta de recursos disponíveis nas contas do Rioprevidência será assunto de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Essa é intenção dos deputados Flávio Bolsonaro (PSC), Iranildo Campos (PSD) e Rogério Lisboa (PR), que ontem protocolaram o pedido, após colherem as 24 assinaturas necessárias para a abertura da CPI, e aguardam agora sua publicação no Diário Oficial.
— Temos de saber onde estão os investimentos do Rioprevidência, as capitalizações. O dinheiro sumiu sem ninguém perceber? Isso não pode e vamos convocar quem tiver de convocar para explicar, com detalhes, o que está acontecendo — disse o deputado Flávio Bolsonaro.
Nesta quinta-feira, cerca de 137 mil aposentados e pensionistas ficarão sem seus benefícios. A promessa de pagamento por parte do governo é até o dia 12 de maio, mas a esperança de que isso aconteça antes é pequena.
O primeiro convocado, segundo os idealizadores da CPI, é de convocador o presidente do Rioprevidência, Gustavo Barbosa, para que ele justifique o déficit atual do fundo, que este mês deixou de pagar R$ 657 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário