segunda-feira, 16 de maio de 2016

Famílias reivindicam direitos para os PMs


Cerca de 10 mulheres se reuniram na manhã de ontem, em frente ao 12º BPM (Niterói), para reivindicar direitos para os policiais militares do Estado. As manifestantes fazem parte do movimento “Esposas e familiares, somos todos sangue azul”.
O grupo foi criado em março, após esposas e mães de policiais serem convocadas por uma emissora de TV para uma entrevista sobre o dia-a-dia da família dos militares. A partir daí, surgiu a ideia de manter o movimento. “A gente está rodando os batalhões para sensibilizar os policiais e familiares preocupados com a situação dos militares. A ideia é trazer a população para o problema que nós, familiares dos PMs, sofremos diariamente”, revelou a contadora Mariana Medalha, de 34 anos.
As pautas das reivindicações são: o retorno do calendário oficial de pagamentos que, determina o quinto dia útil como o dia de depósito do salário; o pagamento imediato e apoio social aos inativos e pensionistas e apoio social aos familiares e policiais feridos.
“Somos capazes de amá-los e protegê-los da mesma forma que eles fazem com a sociedade. Estamos criando forças e catequizando mais mulheres para fazer parte desse movimento. Nosso sofrimento é ver esposas e filhos dos policiais sofrendo”, disse a técnica em enfermagem, Rose Oliveira, 58. (Daniela Scaffo)

Um comentário:

  1. Salário Mínimo Necessário estimado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos ("para suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência"): R$ 3.795,24.

    Soldado da PMERJ ganha apenas R$ 2.382,89. DEFASAGEM: Salário do SD PM está R$ 1.412,35 abaixo do Salário Mínimo Necessário.

    ResponderExcluir