sábado, 4 de junho de 2016

PMERJ abre processo de recadastramento para Pensionistas


Pensionistas que recebem pensão especial  precisam comparecer até o dia 30 de novembro a sede do batalhão da PMERJ mais próximo a sua residência para fazer o recadastramento. É necessário levar documento de identidade, CPF, comprovante de residência, contracheque do Rio Providência, contracheque da Pensão Especial e Certidão de Estado Civil.

Caso o processo seja feito através de um Representante Legal, é necessário que a pessoa porte  documento de identidade, CPF, comprovante de residência, documento de representante de Tutela ou Guarda autenticada em cartório dentro do ano vigente.
Mais informações no telefone 2334-1860

Um comentário:

  1. Isenções Fiscais de mais de R$ 138,6 bilhões pagaria Servidores do Estado por mais de cinco anos

    O Governo do Estado do Rio de Janeiro precisa cancelar as ISENÇÕES FISCAIS DE R$ 138.619.218.639,09 (CENTO E TRINTA E OITO BILHÕES, SEISCENTOS E DEZENOVE MILHÕES, DUZENTOS E DEZOITO MIL, SEISCENTOS E TRINTA E NOVE REAIS E NOVE CENTAVOS) CONCEDIDAS A DIVERSAS EMPRESAS para poder cumprir as suas obrigações, ou seja, pagar seus servidores em dia!

    Outra coisa, os reajustes salariais são obrigatórios, conforme determina o Inciso IV do Artigo 7º da Constituição Federal de 1988 ("São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social: salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo..."). O Salário Mínimo Necessário, de acordo com o referido dispositivo constitucional, é de R$ 3.795,24, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. O cálculo é feito mensalmente desde 1994 pelo DIEESE com base em valores da cesta básica. Um Soldado da PMERJ ganha apenas R$ 2.382,89. DEFASAGEM: Salário do SD PM está R$ 1.412,35 abaixo do Salário Mínimo Necessário. Garçom desligado do Palácio do Planalto, onde trabalhava há nove anos, José da Silva Catalão, de 52 anos, recebia um salário líquido de R$ 3.870,00, segundo o Transparência Brasil. Isso explica o quadro de desmotivação dos Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir